segunda-feira, 18 de julho de 2016 | Autor:

Jamais declare-se vegetariano num hotel, restaurante, companhia aérea ou na casa da sua tia-avó. É que todos eles têm a mesma vivacidade e vão responder: – Eu gostaria de lhe preparar uma comida decente, mas já que você não come nada vou lhe servir uma saladinha de grama. E, por mais que você tente explicar que vegetariano não é isso o que a esvoaçante fantasia do interlocutor imagina, sua probabilidade de sucesso é nula. Na caixa-preta dele já está selado, carimbado e homologado que vegetariano só come salada e ponto final.

Assista ao vídeo completo sobre este assunto:
youtu.be/vqUAc6LR1JI

Ou acompanhe pelo podcast:

segunda-feira, 4 de julho de 2016 | Autor:

Há uma experiência muito convincente que costumo fazer em sala de aula e você pode reproduzi-la na sua casa. Material necessário: um ser humano e uma vaca. Coloque o ser humano diante da vaca. Peça que o ser humano mate a vaca com os recursos que a natureza lhe dotou, ou seja, sua força, suas mãos, seus dentes etc. O ser humano vai tentar por todos os meios, vai querer estrangular a vaca, vai dar socos na vaca e não vai conseguir matá-la. Talvez consiga aborrecê-la e acabe levando uma chifrada. Fim da experiência científica. Conclusão: o ser humano não foi projetado para caçar. Além do mais, na natureza ele nem conseguiria se aproximar o suficiente para agarrar o bicho, pois também fomos privados da velocidade que o predador necessita.

Contestação da validade da experiência acima

O ser humano contrapõe que ele é um animal inteligente. Como tal, teve condições de fabricar ferramentas e, com elas, caçar. Já não é lá muito verdadeira essa afirmação, pois estamos tentando provar que por natureza não fomos dotados dessas ferramentas, mas vamos aceitar a contestação e refutá-la com outra demonstração.

Impugnação da contestação

Desta feita, entregamos uma ferramenta de abate – uma faca – e solicitamos que o sujet mate a vaca na nossa frente para provar que, com instrumentos, a experiência anterior ficaria invalidada. Mas, então, o que é que verificamos estupefatos? Noventa e nove por cento dos humanos não têm coragem de enfiar a faca na jugular do bovino! Seria prova suficiente de que não somos predadores naturais? Pelo sim, pelo não, vamos além. Tomo a faca da mão daquele espécimen covarde. “Se você não tem coragem, mato eu a vaca.” Introduzo a lâmina na garganta da desditada. O sangue jorra. E o ser humano… Onde está ele? Ah! Lá está, no canto, vomitando!
Se fosse carnívoro, o simples cheiro do sangue ou a sua visão já daria água na boca. Mas, se ele não é capaz de matar e ainda lhe embrulha o estômago quando outro mata, isso demonstra claramente que nossos instintos são bem diferentes. Aquele reflexo de “pôr para fora” é exatamente o oposto da reação de comer. Talvez não sejamos carnívoros. Quem sabe, somos carniceiros?

Veja esta história narrada com muito humor, em vídeo ou pelo podcast:

Experiência científica…

youtu.be/3kGfe5EIMMY

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 | Autor:

Estudo revela que o vegetarianismo contribui para o bom humor

Por Rachel Siqueira  (da Redação)

A equipe de pesquisa da Universidade Estadual do Arizona (ASU) realizou um estudo para comparar o humor de vegetarianos com o humor de adultos saudáveis onívoros que consomem alimentos de origem animal. Um total de 143 adultos saudáveis, membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, residentes dos Estados de Arizona e Califórnia – 64 vegetarianos e 79 não vegetarianos – foram incluídos no estudo e completaram um questionário de histórico clínico, Questionário de Frequência Alimentar (QFA) e dois testes psicométricos: o “Depression Anxiety Stress Scale” (DASS) e o “Profile of Mood States” (POMS).

De acordo com esse estudo, publicado no site Natural Products Market Place, os vegetarianos apresentaram redução significativa do consumo médio de EPA, DHA e ácido ômega-6 araquidônico (AA) e maior consumo dos ácidos ômega-3 alfa-linolenico (ALA) e ômega-6 linoleico (LA). Além disso, vegetarianos relataram muito menos emoções negativas do que os onívoros, em ambos os testes psicométricos. A média de pontos totais psicométricos foi positivamente relacionada ao consumo médio de EPA, DHA e AA, e inversamente relacionada à ingestão de ALA e LA.

Pesquisadores obseravaram que estudos anteriores mostravam que o consumo elevado de LA e ALA pode inibir a formação de metabólitos de cadeia mais longa. Mais adiante, citaram um estudo recente que descobriu que o consumo elevado de ALA ajuda a reduzir a relação LA/ALA, que regulamenta a conversão de LA para o AA inflamatório.

A equipe de pesquisa observou uma grande limitação do estudo – a não medição de concentrações sanguíneas de ácidos graxos ou marcadores inflamatórios; porém, o uso do QFA é geralmente considerado eficaz ao avaliar a ingestão de ômega-3.

Pesquisadores acrescentaram que há também a possibilidade de que vegetarianos podem fazer melhores escolhas alimentares e geralmente ser mais saudáveis e felizes.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012 | Autor:

Anahi Flores

Va um vídeo para compartilhar com todos:

http://www.youtube.com/watch?v=TAaFhKuMRgw&eurl=http%3A%2F%2Fwww.uni-yoga.org%2Fblogdoderose%2Funi-yoga_arquivo_derose%2Fchama-isso-de-arte%2F&feature=player_embedded#t=112

Beijos!
Anahí
Bs As

Marco Santos

Obrigado Anahí pela bela partilha.

Aproveito para deixar uma lista bem completa de diversas personalidades, dos mais diversos quadrantes, vegetarianos e veganos.
No final deste comentário podem clicar no link e descarregar um ficheiro com “Notáveis Vegetarianos e Defensores do Vegetarianismo”, com informações muito interessantes e que todos deveriam saber.

Personalidades ligadas ao mundo cinematográfico e televisivo

Os adeptos do vegetarianismo/veganismo são cada vez mais e entre eles destacam-se celebridades cinematográficas e televisivas que decidiram boicotar os alimentos e produtos de origem animal.

VEGETARIANOS:

Alec Baldwin (actor)
Alexandra Paul (actriz)
Ally Shreedy (actriz)
Amber Benson (actriz)
Andy Kaufman (actor)
Anna Paquin (actriz)
Anne Hathaway (actriz)
Anne Parillaud (actriz)
Anthony Hopkins (actor)
Anthony Perkins (actor)
Barbara Bach (actriz)
Bob Barker (apresentador do Game Show)
Bo Corre (actor Eldorado)
Brad Pitt (actor)
Brandon Brooks (actor)
Bridgette Bardott (actriz)
Brooke Shields (actriz)
Candice Bergen (actriz Murphy Brown)
Casey Affleck (actor)
Cassandra Peterson (actriz)
Cathrine Oxemberg (actriz)
Charlotte Ross (actriz)
Christine Elise (actriz)
Cicely Tyson (actriz)
Claudia Christian (actriz Babylon 5)
Clint Walker (actor)
Cloris Leachman (actriz)
Corey Feldman (actor)
Dan Castellaneta (voz do Homer Simpson)
Daniele Gaither (actriz)
Danny De Vito (actor)
Daryl Hannah (actriz)
Dave Coverly (cartoonista)
David Duchovny (actor)
David Carradine (actor)
David Thewlis (actor)
Dennis Weaver (actor/produtor)
Dirk Benedict (actor A-Team)
Donald Sutherland (actor)
Doris Day (actriz)
Downtown Julie Brown (formou a MTV V.J.)
Dustin Hoffman (actor)
Eddie Furlong (actor)
Eric Stoltz (actor)
Fred Rogers (personalidade da tv)
Gary Anthony Williams (actor)
Gavin MacLeod (actor)
Geoffrey Giuliano (tv ronald mcdonald)
Guy Pearce (actor)
Hayley Mills (actriz)
Ian McKellen (actor “Gandalf “- Senhor dos Anéis)
Imelda Staunton (actriz)
Jane Velez Mitchell (jornalista da tv)
Janeane Garofalo (actriz)
Jean Kasem (actriz)
Jean Marsh (actriz)
Jennie Garth (actriz)
Joanna Lumley (actriz)
Joe Regalbuto (actor)
Johanna McCloy (actriz)
John Astin (actor)
Jonathan Taylor Thomas (actor)
Jorga Fox (actriz)
Josh Hartnett (actor)
Jude Law (actor)
Julia Robberts (actriz)
Julie Christie (actriz)
Kate O’Mara (actriz)
Kathy Najimy (actriz)
Kelly Collins II (actriz)
Kim Alexis (actriz)
Kim Basinger (actriz)
Kirk Cameron (actor)
Kristinia Wagner (actriz)
Larry Hagman (actor)
Leonard Nimoy (actor Mr. Spock da série Star Treck)
Leonardo Di Caprio (actor)
Leslie Bach (actriz)
Lisa Bonet (actriz Cosby Show)
Liv Tyler (actriz)
Lori Petty (actriz)
Lucy Briers (actriz)
Madhuri Dixit (actriz)
Maitland Ward (actor)
Margi Clarke (actriz)
Mariel Hemmingway (actriz)
Marina Sirtis (actriz)
Mary Tyler Moore (actriz)
Melanie Griffith (actriz)
Melanie Lynskey (actriz)
Meridith Baxtor (actriz)
Michael J. Fox (actor)
Mike Farrel (actor)
Milo Ventimiglia (actor)
Milton Berle (actor)
Monica Potter (actriz)
Nastassja Kinski (actriz)
Natalie Portman (actriz)
Nigel Hawthorne (actor)
Orlando Bloom (actor)
Pamela Anderson Lee (actriz)
Paul Newman (actor)
Penelope Cruz (actriz)
Persia White (actriz)
Peter Cushing (actor)
Peter Sellers (actor)
Phylicia Rashad (actriz)
Rachael Leigh Cook (actriz)
Reese Whiterspoon (actriz)
Rhea Perlman (actriz)
Richard Gere (actor)
Richard Joseph Lafond Jr. (actor)
Rick Springfield (actor)
Ricki Lake (apresentadora/ actriz)
Rider Strong (actor)
Roger Avary (realizador)
Rosanna Arquette (actriz)
Rue McClanahan (actriz)
Sabrina Lloyd (actriz)
Sal Amendola (cartoonista)
Sam Phillips (actriz)
Scott Adams (cartoonista do Dilbert)
Semantha Eggar (actriz)
Shaun Cassidy (actor)
Sheryl Lee (actriz)
Shiri Appleby (actriz)
Spike Milligan (actor)
Stephanie Zimbalist (actriz)
Steve Martin (comediante/actor)
Steven Spielberg (realizador)
Susan St. James (actriz)
Ted Danson (actor)
Terence Stamp (actor)
Thora Birch (actriz)
Tippi Hedren (actriz)
Tobey Maguire (actor)
Tracey Pollen (actriz)
Traci Bingham (actriz)
Vanessa Williams (actriz)
Virginia Madsen (actriz)
Will Estes (actor)
William Shatner (actror)

VEGANOS:

Alicia Silverstone (actriz)
Angela Bassett (actriz)
Dave Goodman (produtor)
Drew Barrimore (actriz)
Ed Begley Jr (actor)
Elizabeth Burkley (actriz)
Gilliam Anderson (actriz)
Gwyneth Paltrow (actriz)
James Cromwell (actor)
Jarrett Lenonn (actor)
Jennie Garth (actriz)
Jerry Seinfeld (actor/comediante)
Jo Stevens (participante do reality show “Real World”-San Francisco)
Joaquin Phoenix (actor)
Julia Stiles (actriz)
Kaia (participante do Real World – Hawaii) Keeanan Ivory Wayens (actor)
Kevin Nealon (actor da série de comédia “Saturday Night Live-SNL”)
Linda Blair (actriz)
Lindsay Wagner (actriz)
Lisa Edelstein (actriz)
Mariel Hemingway (actriz)
Marr Nealon (actriz)
Mutt Lange (produtor)
Niels Tijssen (actor alemão)
Nigel Hawthorne (actor)
Pamelyn Ferden (actriz)
Paul McGann (actor)
Peter Bogdanovich (director The Last Picture Show)
River Phoenix (actor)
Sabrina LeBeauf (actriz)
Sara Gilbert (actriz)
Spice Williams (actriz dupla)
Stephanie Powers (actriz)
Summer Phoenix (irmã de River Phoenix actriz)
Tea Leoni (actriz)
Terrance Stamp (actor)
Tom Lenk (actor)
Tracey Pollan (actriz)
Uri Geller (entretainer)
Weird Al Yankovic (comediante)
Woody Harrelson (actor)

…………………………………………………………………………………………………………………..

Vegetarianos famosos: personalidades ligadas ao mundo da música

VEGETARIANOS:

Adalita Srsen (vocalista dos Magic Dirt)
Amy Ray (música)
Annie Lennox (cantora)
Anthony Kiedis (vocalista dos Red Hot Chili Peppers)
Arkangel (banda de hardcore)
B52?s (banda musical)
Belinda Carlisle (cantora)
Benji (guitarrista dos Good Charlotte)
Billy (guitarrista dos Good Charlotte)
Billy Idol (músico)
Bob Dylan (cantor)
Boy George (músico)
Brandii
McCoy (cantora dos The Honeybees)
Bree Sharp (cantor)
Captain & Tennille (dueto musical)
Casey Kasem (DJ)
Cathy Dennis (cantora)
Charlie Watts (baterista dos Rolling Stones)
Chris Novoselic (baixista dos Nirvana)
Chrissie Hynde (cantora dos The Pretenders)
Cindy Jackson (cantora)
Common (cantor/rapper)
Damon Alburn (vocalista dos Blur)
Daren Hayes (Savage Garden)
Des?ree (cantora)
Dre Rapper (dos Outkast)
Dwight Yokam (cantor de música country)
Eddie Jackson (baixista dos Queensryche)
Eddie Vadder (vocalista dos Pearl Jam)
Elvis Costello (músico)
Erykah Badu (cantor)
Farin Urlaub (da banda Die Ärtze)
Frenzal Rhomb (banda musical)
Gary Barlow (ex Take That)
Gavin Rossdale (vocalista dos Bush)
George Harrison (músico dos Beatles)
Gladys Knight (cantora)
Good Riddance (banda musical)
Howard Jones (cantor)
India Arie (cantora)
Jane Weidlin (da Girl’s Band Go-Go)
Janet Jackson (cantora)
Jason Orange (ex Take That)
Jeff Ament (baixista dos Pearl Jam)
Joan Baez (cantora de música folk)
Joe Jackson (músico)
Joel (vocalista dos Good Charlotte)
John Lennon (cantor/compositor e ex Beatlle )
Johnny Marr (ex guitarrista dos The Smiths)
Julianna Hatfield (música)
Justine Frischman (cantora dos Elastica)
Kate Bush (cantora)
Kirk Hammett (guitarrista dos Metallica)
Lenny Kravitz (músico)
Lilli Lehmann (cantora alemã de ópera)
Lisa Loeb (cantora)
Mark Owen (ex Take That)
Michael Bolton (cantor)
Michael Diamond (Beastie Boys)
Mike Joyse (baterista)
Montserrat Caballe (cantor de ópera)
Morrissey (cantor)
Mya (cantora)
Mylène Farmer (cantora)
Natalie Merchant (cantora)
Paul MacCartney (cantor)
Paula Cole (cantora)
Peter Gabriel (músico)
Polly
Jean Harvey (cantora)
Richard Thompson (cantor)
Rick Allen (Def Leppard)
Rick Sringfield (cantor)
Ringo Starr (músico)
Robert Smith (músico The Cure)
Robyn Hitchcock (cantor)
Seal (músico)
Serj Tankian (vocalista dos System of a Down)
Steve Morse (músico)
Steve Vai (guitarrista)
Susannah Hoffs (vocalista/guitarrista das Bangles)
Terry “Geezer”
Butler (músico)
Tina Turner (cantora)
Travis Barker (baterista dos Blink-182)
Vanessa Amorosi (cantora)
Vanessa Paradis (cantora)
Vanessa Williams (cantora)
Wendy O. Williams (música/cantora)
Yehudi Menhuin (violinista)
Yoko Ono (música, viúva de John Lennon)
Ziggy Marley (músico)

VEGANOS:

Absence (banda de hardcore)
Brandy (cantora)
Bryan Adams (cantor)
Crystal Ballroom (banda musical)
Daniel Johns (vocalista/guitarrista dos Silverchair)
Darren Edwards (dos Brilliant sins)
Dave Davies (cantor)
Earth Crisis (banda musical)
Fiona Apple (cantora)
Fugazi (banda musical)
Geoff
Tate (vocalista dos Quennsryche)
Grace Slick (cantora)
Heather Small (música)
Jack Dangers (músico dos Meat Beat Manifesto)
John Feldmann (vocalista dos Goldfinger)
John Power (cantor)
K.D. Lang (músico)
Kim Andrew (vocalista dos Brilliant sins)
Maron (banda de harcore)
Michelle Malone (cantora)
Moby (cantor)
Mushroom (dos Massive Attack)
New winds (banda portuguesa de hardcore)
Ocean Robbins (cantor)
Phil Collen (cantor)
Point Of No Return (banda de hardcore)
Purification (banda de hardcore)
Rikki Rockett (dos Poison)
Shania Twain (cantora)
Sinead O’Connor (cantora)
Tom Scholz (guitarrista da banda Boston)
Weird Al Yankovic (cantor)

…………………………………………………………………………………………………………………..

Vegetarianos famosos: Escritores, poetas, autores e filósofos

Escritores, poetas e autores

VEGETARIANOS:

Aaron David Gordon (escritor hebraico)
Alan Moore (escritor)
Alexander Pope (poeta)
Alter Kaczayzne (escritor judeu)
Annie Besant (escritora)
Brigid Brophy (escritora)
Charlotte Brontë (escritora)
Daniel A. Drombrowski (escritor)
Debra Wasserman (escritora)
Diane Fairechild (escritora)
Edwin Arnold (poeta)
Edward Carpenter (poeta)
Ellen G. White (escritora adventista)
Émile Zola (escritor francês)
Francis Moore Lappe (escritor)
Franz Kafka (escritor)
Gloria Steinem (escritora)
Henry Salt (escritor)
H.G. Wells (escritor britânico)
Hesiodos (poeta grego)
Henry David Thoreau (escritor)
Isaac Bashevis Singer (escritor)
Jean Jacques Élisée Reclus (poeta francês)
Jon Gregerson (escritor)
John Gay (escritor)
John Milton (poeta)
Joseph Ritson (escritor)
Leo Nikolayevich Tolstoy (escritor russo)
Linda MacCartney (autora de livros de culinária)
Lisa Dorfman (escritora)
Louisa May Alcott (escritora)
Luigi Cornaro (escritor)
Mark Twain (escritor)
Martha Grimes (escritora)
Martinus (escritor)
Mary Wollstonecraft Shelley (autora inglesa)
Maurice Maeterlinck (escritor belga)
Moses Maimonides (escritor)
Oliver Goldsmith (poeta britânico)
Percy Bysshe Shelley (escritor)
Philp S. Chen (escritor)
Philostratus (escritor grego)
Rabindranath Tagore (poeta)
Ralph Waldo Emerson (poeta)
Richard Schwartz (escritor)
Ron Kaufman (escritor)
Rynn Berry (escritor)
Sappho (poetisa grega)
Shmuel Yosef Agnon (escritor hebraico)
Susan B. Anthony (autora de “Womens Sufragge”)
Suzanne Havala (escritora)
Thomas Tryon (escritor inlgês)
Upton Sinclair (escritor)
Valerie Hardin (poetisa gótica/escritora)
Virginia Messina (escritora)
William Blake (escritor)

VEGANOS:

Alice Walker (escritora)
Carol Givner (autora de best-sellers)
Howard Lyman (escritor)
John Robbins (escritor)
Kerrie Saunders (escritora)
Peter Singer (escritor)
Reed Mangels (escritor)
Steve Brill (escritor)
Vesanto Melina (escritor)

Filósofos

VEGETARIANOS:

Albert Schweitzer
Amos Bronson Alcott
Anna Kingsford
Apollonius de Tyana
Crates de Tebas
Diogenes
Edward Carpenter
Empedocles de
Agrigento
Epicetus
Epicurus
Henry David Thoreau
Henry Salt
Iamblichus
Jean Jacques Élisée Reclus
Jean Jacques Russeau
Jeremy Bentham
Lucius Annaeus Seneca
Metrokles
Mohandas Karamchand Gandhi
Martin Buber
Moses Maimonides
Musonius
Rufus
Philolaus de Croton
Pitágoras
Platão
Plotinus
Plutarco
Porfírio
Publius Ovidius Naso (Ovídio)
Theophrasteos
Thomas Taylor
Voltaire
Zenão

VEGANOS:

Peter Singer

…………………………………………………………………………………………………………………..

Vegetarianos famosos: Personalidades ligadas ao desporto

VEGETARIANOS:

Al Beckles (Bodybuilder)
Andreas Cahling (Mr. Bodybuilder Internacional)
Andrew Reynolds (skater profissional)
Anthony Peeler (jogador dos Minnesota Timberwolves)
Bill Goldberg (wrestler profissional)
Bill Pearl (Bodybuilder)
Bill Manetti (campeão de halterofilismo)
Billie Jean King (campeão de tennis)
Brad Staba (skater profissional)
Brian Anderson (skater profissional)
Brian Sumner (skater profissional)
Carol Gould (atleta maratonista)
Cheryl Marek (ciclista)
Chris Lambert (skater profissional)
Debbie Lawrence (atleta)
Desmond Howard (jogador dos Washington RedSkins)
Di Edwards (atleta maratonista)
Donnie LaLonde (boxer)
Edwin Moses (campeão olímpico)
Estelle Gray (ciclista)
Forest Kirby (skater profissional)
Gary Player (golfista)
Hank Aaron (jogador de baseball)
Jack Maitland (triatleta)
Jim Kaat (jogador de baseball)
Joanna Conway (skater profissional)
Joe Namah (jogador de futebol)
John Salley (jogador dos Toronto Raptors, NBA)
Jutta Müller (windsurfing)
Katie Fitzgibbon (atleta maratonista)
Kathy Johnson (gimnasta olímpica)
Killer Kowasski (praticante de luta livre)
Kirsty McDwermott (atleta maratonista)
Kirsty Wade (atleta maratonista)
Laban Pheidas (skater profissional)
Lawrence Philips (jogador de futebol dos 49ers)
Leroy Burrell (campeão olímpico)
Les Brown (maratonista)
Lindford McFarquar (Bodybuilder)
Lisa Dorfman (atleta)
Louis Freitas (Bodybuilder)
Martina Navratilova (campeã de tennis)
Marv Levey (treinador da equipa Bufallo Bills, NFL)
Matt Field (skater profissional)
Mike Manzoori (skater profissional)
Milo de Croton (atleta grego, 500 DC)
Murray Rose (nadador olímpico)
Peter Burwash (jogador de ténis)
Rick Mc Cranck (skater profissional)
Robert Millar (ciclista)
Sammy Green (atleta maratonista)
Simon Cope (ciclista)
Sorya Bonali (skater profissional)
Stan Price (atleta recordista mundial)
Steve Berra (skater profissional)
Sylvia Cranston (triatleta)
Tony La Russa (manager de baseball)

VEGANOS:

Brendan Brazier (Ironman, tri-atleta)
Ed Templeton (skater profissional)
Geoff Rowley (skater profissional)
Jack LaLanne (fitness guru)
Jamie Thomas (skater profissional)
Jilian Parry (Miss Teen Estados Unidos 2000)
Katherine Monbiot (lutadora)
Lucy Stephens (tri-atleta)
Martina Navratilova (tenista)
Moses Itkonen (skater profissional)
Pat Reeves (halterofilista)
Peter Brock (condutor de carros de corrida)
Peter Burwash (tennista campeão)
Rudy Tomjanovich (treinador)
Ruth Heidrich (tri-campeã do Ironman)
Sally Eastall (atleta de maratona)
Sergei Trudnowski (skater profissional)

…………………………………………………………………………………………………………………..

Vegetarianos famosos: Personalidades ligadas ao mundo da moda e personalidades de áreas diversas

Modelos

VEGETARIANOS:

Angie Hill
Carre Otis
Christie Brinkley
Christine Stone
Christy Turlington
Gabriela Schenkenbach
Gail McKenna
Heather Mills
Jenny Blyth
Kathy Lloyd
Laetizia Scherrer
Marieken Linthout
Melinda Messenger
Nadja Auermann
Pamela Bordes
Rachael Garley
Tatjana Patitz
Valentina
Victoria Cooper
Yasmin le Bom

Outros

VEGETARIANOS:

Albert Mokhiber (activista dos direitos humanos)
Barbara Bach (esposa de Ringo Starr)
Bramwell Booth (general Salvation Army Leaders)
Charles Darwin (naturalista britânico)
Clara Barton (fundadora e presidente do American Red Cross)
Dick Gregory (activista ambiental)
Dweezil, Moon, Ahmet e Diva Zappa ( filhos de Frank Zappa)
Floyd Dunn (professor)
George Benard Shaw (Playwright)
Helen Nearing (culinarista)
Henry Ford (pioneiro e criador de automóveis da companhia Ford Motor)
Henry Jay Heimlich (inventor da manobra Heimlich)
Horace Greeley (editor de um jornal americano)
Isaac Pitam (vice-presidente da Sociedade Vegetariana do Reino Unido)
Jean Jacques Élisée Reclus (geógrafo)
John Harvey Kellogg (criador pioneiro da linha de comida saudável, inventor da manteiga de amendoim e dos flocos de milho)
John Howard (filantropista)
John Ray (naturalista e botânico)
Jonathon Speelman (jogador de xadrez)
Julia Hill “Butterfly” (activista da antiga Red Wood)
Kenneth David Buchizya Kaunda (activista na campanha de prevenção da SIDA)
Khaled Mardam Bey (programador de mirc)
Leonardo Da Vinci (inventor)
Lewis Gompertz (membro fundador da Sociedade de Prevenção da Crueldade para com os Animais)
Linda MacCartney (culinarista)
Nathan Braun (activista)
Peter Cushing (pintor)
Philp S. Chen (professor de química)
Radha Krishna Das (activista)
Rainha Sofia de Espanha
Richard Lacey (professor)
Robert Lutz (presidente da Chrysler Corp.)
Romy Korz (bailarina)
Ron Kaufman (orador em seminários)
Rosalind Gruben (professora)
Sangduen Chailert (activista)
Sharon Athanasiou (Editora da revista Natural Glow Magazine)
Shri Sunder Singh Bhandari (governador da UP)
Siriwan Suttajit (professor)
Stella McCartney (estilista)
Steve Job (criador da Apple Computers)
Susan B. Anthony (líder do movimento Woman’s Suffrage)
Sy Sperling (dono do clube Cabeleireiros para homens)
Sylvester Graham (inventor da bolacha Graham Cracker)
Thomas Erskine (advogado inglês)
Thomas Taylor (tradutor)
Todd Oldham (estilista)
Tomasso Masini (alquimista e astrólogo)
Vincent Van Gogh (pintor)
Will Kieth Kellogg (criador da “Kellogg’s Corn Flakes”, irmão de John Harvey Kellogg)
William Booth (general)
Yury Nickolayev (professor)

VEGANOS:

Annie Curtis (filha da actriz Jamie Lee Curtis)
Chelsea Clinton (filha do ex Presidente Clinton)
Sunny Harris (analista de mercado)

…………………………………………………………………………………………………………………..

Vegetarianos famosos: Personalidades ligadas à política, religião, ciência e saúde

Personalidades ligadas à política

VEGETARIANOS:

Alex Pacheco
Andrew Javobs (congressista dos Estados Unidos)
Andrew Bartlett Senator (senador australiano)
Anne Gilman (presidente da câmara de Islington, RU)
Benjamin Franklin (político)
Bernard Weatherall (ex orador da Casa dos Comuns, RU)
Chakravarthy Rajagopalachar (general e primeiro goverandor da Índia)
Ivan Kostov (primeiro ministro da Bulgária)
James Abourezk (senador e congressista americano)
Kamel Junblatt (membro do Parlamento libanês)
Kenneth David Buchizya Kaunda (presidente da Zâmbia)
L.K. Advani (ministro indiano)
Lucius Annaeus Seneca (imperador romano)
Maneka Gandhi (política, ministra dos direitos dos animais na Índia)
Morarj Desai (primeiro ministro indiano)
P.V. Narasimha Rao (primeiro ministro indiano desde 1991-1996)
Q. K. J. Masire (presidente da República de Botswana)
Willem Drees (primeiro ministro alemão desde 1948 a 1958)
Yung-fa Chang (ministro dos negócios estrangeiros)

VEGANOS:

Dennis Kucinich (congressista dos Estados Unidos)
Sardar Vallabhbhai Patel (primeiro ministro indiano)

Personalidades religiosas

VEGETARIANOS:

A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada (Fundador dos movimentos Hare Krishna e Food for Life -FFL)
Anand Krishna
Andrew Linzey (reverendo)
AnnieBesant
Bagwan Sri Rajneesh
Buda (não existem registos que evidenciem o contrário)
Dalai Lama
Ellen G. White (pioneira daIgreja Adventista do Sétimo Dia)
Emanuel Swedenborg
Jesus Cristo (não há registos que provem o contrário)
JidduKrishnamurti (guia espiritual)
John Todd Ferrier (Fundador da Ordem da Cruz, defensor do vegetarianismo e da compaixão para com os animais de acordo
com a perspectiva cristã)
John Wesley (fundador da igreja metodista)
Maharishi MaheshYogi Mahavira (fundador do janismo)
Maiomenedes (rabi)
Mata Amritanandamayi
Paramahansa Yogananda
São Francisco de Assis
Serge Ravnaud de la Ferriére
Shmuel Yosef Agnon
Sri Ravi Shankar
Stephen Fuchs (rabi)
William Mecalfe(reverendo)
William Booth

Personalidades ligadas ao mundo da ciência

VEGETARIANOS:

Albert Einstein(cientista)
Chandrashekar Subrahmanyam (astrofísico)
C.V. Raman (físico)
Dichaearchus de Messina (cientista grego)
Isaac Newton (cientista)
Jane Goodall (primatolgista/cientista)
John Harvey Kellogg (inventor do sucrilho)
Leonardo da Vinci (inventor)
Nikola Tesla (inventor)
Pitágoras (matemático grego)
Rudolf Steiner (cientista austríaco)
Srinivasa Ramanujan (matemático)
Thomas Edison (físico/inventor)
Voltaire (físico)

Personalidades ligadas ao mundo da saúde

VEGETARIANOS:

Albert Schweitzer (médico)
Alfred Vogel (farmacêutico suíço)
Andrew Babcock (psicólogo)
AnnaKingsford (médica)
Arturo Alvarez Bravo (médico)
Brian Greene (professor/físico)
Charles Attwood (pediatra)
Dean Ornish (médico)
Gordon Latto (médico)
Henry Hiemlich (médico)
Joel Fuhrman (fisiologista)
Kalpana Chawla (médico)
Madan Mohan Bajaj (médico)
Mitsuru Kakimoto (médico)
NithatSirichotrat (médico)
Phichai Tovivich (médico)
P.K.Jain (médico)
John MCDougal (médico)
Ruth Bates (terapeuta sexual)
Stephen Walsh Rads (psicólogo)
Vijay Raj Singh(médico)

VEGANOS:

Benjamin Spock (médico)
John Harvey Kellogg (médico cirurgião)
Kerrie Saunders

Link para Notáveis Vegetarianos e Defensores do Vegetarianismo:
http://avp.org.pt/downloads/AVP-Notaveis_vegetarianos_defensores_vegetarianismo.pdf

Fonte:
Associação Vegetariana Portuguesa
Leia mais »

domingo, 29 de julho de 2012 | Autor:

Enviado por Fábio Oliveira:

 

Olá Mestre!!!
Primeiramente queria agradeceres pela ótima aula de ontem!

Hoje lendo as notícias no site do Uol, encontrei essa matéria sobre o vegetarianismo:http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/07/25/vegetarianos-sao-mais-magros-e-saudaveis.htm

Grande abraço,

Fábio Oliveira

quarta-feira, 18 de julho de 2012 | Autor:

 

1960 – Tornei-me vegetariano

 

Até meus quinze anos de idade eu só comia carne. Era uma luta para minha mãe me convencer a provar os legumes e outras iguarias. Eu só comia carne e estava acabado. Ainda por cima, fazia questão de que a carne fosse mal passada e viesse sangrando! (Sim, todos temos um passado negro. Ou deveria dizer “um passado ensanguentado”?)

Por essa época eu tinha um amigo chamado Wladimir, que não comia carne. Quando ele ia almoçar na nossa casa, eu explicava à minha mãe:

– Mãe, o Wlad não come carne.

– Por que? – me perguntava ela.

– Sei lá. Maluquice dele.

Sempre achei meio doideira do Wladimir não se alimentar direito, como qualquer pessoa normal. No entanto, um dia tivemos uma disputa, dessas de adolescente, e partimos para a briga. A essa altura eu já estava – aparentemente – muito mais forte que ele. Tinha desenvolvido físico atlético, começara a praticar lutas. E, apesar disso, quando Wlad me segurava num estrangulamento ou outro golpe era de uma força descomunal. Aquilo mexeu comigo. De onde meu amigo tirava tanto vigor? Guardei a experiência no meu arquivo de memórias e segui em frente.

Quando tinha dezesseis anos de idade li em um dos muitos livros que eu debulhava incessantemente, que uma pessoa civilizada, educada e sensível não deveria comer as carnes de animais mortos. Que uma pessoa inteligente deve procurar ter uma alimentação mais seletiva. Que evitando as carnes de todos os tipos e cores, nosso corpo fica mais saudável e purificado, proporcionando condições para uma evolução interior muito mais rápida e efetiva. Não titubeei. Lembrei-me da força do Wladimir e decidi parar de comer carnes.

No entanto, era o mês de junho de 1960. Estava ocorrendo na minha rua uma festa junina que reunia a garotada de todas as casas e um dos prazeres dessas festas eram as comidinhas. E tudo grátis! Havia uma barraquinha de mini hot-dogs. Como despedida tracei quinze! Passados cinquenta anos, não me lembro se havia sido só o pão com o molho ou se foi com salsicha e tudo. O fato é que essa teria sido a última vez. Dali para frente, tornara-me formalmente um yôgin sincero e verdadeiro, logo, sem devorar carnes mortas.

Minha mãe entrou em pânico:

– Você vai ficar fraco. Vai ficar doente!

Mas eu não arredava pé da decisão. Então mamãe chamou o médico da família para uma consulta domiciliar, como era costume naquela época. O Doutor Rocha Freire olhou a minha língua, penetrou meus olhos com um feixe de luz, auscultou meus batimentos cardíacos, mediu-me a pressão e pontificou:

– Se não voltar a comer carne, você morrerá em três meses.

Por essa época, eu já utilizava o conceito que veio a se tornar o axioma número um do SwáSthya: “Não acredite”. E eu não acreditei. Pouco tempo depois, eu fui ao enterro do médico e continuo muito vivo até hoje, meio século depois.

Minha mãe sempre lamentava:

– Eu queria fazer uma comidinha gostosa para você, mas você não come nada…

E, por mais que eu explicasse que comia sim, de tudo, consumia agora muito mais variedades do que antes e apreciava uma profusão de pratos de forno e fogão, não adiantava. No conceito da mamãe (e de tantas outras pessoas!), eu “não comia nada”. E, mesmo ela não podendo mais contar com a cumplicidade do médico que morrera, o estribilho prosseguia buzinando nos meus ouvidos:

– Você vai ficar fraco. Você vai ficar doente.

Sob todo esse esforço de me sugestionar negativamente, foi mesmo uma proeza eu não haver sido influenciado e não ter ficado de fato enfermo.

Com o tempo, ela foi se acostumando, pois cada vez eu me tornava mais alto e mais forte, ultrapassando em muito os meus pais, tios e irmão mais velho que a essa altura estava na Academia Militar.

Mas não nos esqueçamos, nesse período, eu era aborrecente, com dezesseis, dezessete, dezoito anos de idade. Quando alguém questionava minha alimentação, eu respondia do alto da minha empáfia: “Não sou necrófago, não como cadáveres.” Ou então: “Não sou papa-defunto.” Ou, melhor ainda: “Não como comida de cachorro.” (Eu não imaginava que mais tarde viria a ter uma weimaraner vegetariana!) Obviamente, não recomendo a ninguém dar essas respostas mal-educadas.

Descobri, com o tempo, que as pessoas só implicam porque nós damos satisfação. Quem não gosta de comer jiló por acaso anda apregoando isso? Se alguém puser essa amaríssima solanácea no seu prato, quem não a aprecia simplesmente deixa-a de lado sem fazer alarde. Se puxarem assunto perguntando se a pessoa em questão não come jiló, ela, com naturalidade, responderá laconicamente e prosseguirá a conversa com outro tema.

O problema maior são os entes queridos que, estando mais próximos, invadem mais a nossa privacidade e não tocam no assunto uma só vez, en passant. Os íntimos voltam à carga outra e outra vez até entupir as medidas e acabam tirando do sério o desafortunado vegetariano. Nesse caso, observe o exemplo dos meninos de escola que experimentam ir chamando os colegas de qualquer coisa. Se algum dos apodos incomodar, esse é o apelido que vai pegar. Da mesma forma, se os familiares perceberem que você dá muita importância à opinião deles e que se irrita com a interferência sistemática na sua liberdade de opção, isso se transformará numa neurose obsessiva. Aproveitarão todas as oportunidades para lhe aplicar uma alfinetada. Contudo, se você não ligar a mínima e algumas vezes entrar na brincadeira, gracejando junto, todos vão considerá-lo uma pessoa equilibrada e bem resolvida. Depois, pararão de tocar no assunto, pois ele fica velho e acaba perdendo a graça.

Para mim, o fato de não ingerir carnes nunca trouxe dificuldade alguma de relacionamento. Estudei em colégio interno, pratiquei esportes, servi o exército na tropa, sempre fazendo muitos amigos. Incursionei por esse Brasil imenso dando cursos no interior de vários estados, depois viajei por outros países e jamais tive qualquer problema para me alimentar nem para cultivar as atividades sociais. Em alguns lugares o problema para comer era a diferença de paladar, mas não o fato de eu ser vegetariano.

Comida ruim não é vegetarianismo: é desinformação

É lamentável a mania de fazer comida ruim e marrom só para dizer que é saudável. Comida vegetariana não tem nada a ver com salada, nem com soja, nem ricota, tofú, algas, shoyu, missô. Nem mesmo com açúcar mascavo ou cereal integral. É claro que o cereal integral é melhor do que o refinado. Mas isso não tem nada a ver com comer carne ou não comê-la. As pessoas tendem a misturar as coisas. É uma pena.

A Índia, que é o berço do vegetarianismo e a maior nação vegetariana do mundo, não tem arroz integral. Essa foi minha pasmada constatação quando morei num mosteiro dos Himalayas. A comida não tinha nada de marrom, não era integral e não tinha gosto naturéba. Era colorida, aromática e temperadíssima!

Marinheiro de primeira viagem, meio garotão, fui consultar o Mestre do Shivánanda Ashram a esse respeito. Perguntei: “Como é que o Swámi Shivánanda escreveu em seus livros que devemos reduzir os temperos e a comida aqui é tão condimentada?” O Mestre respondeu, serenamente: “Tudo que é demais não é aconselhável.” E eu fiquei com a minha dúvida pairando no ar. Só quando saí do mosteiro, viajei pelo país e fui comer nos restaurantes normais é que compreendi. A culinária indiana legítima é tão superlativamente condimentada, que o que eles chamam de reduzir os temperos seria elaborar uma comida um milhão de vezes mais temperada e ardida que a nossa pobre, insípida, gororoba ocidental.

No livro Método de Boa Alimentação abordo o tema da alimentação inteligente, exponho a fundamentação antropológica que sustenta essa opção alimentar, forneço regras, dicas, receitas e endereços, além de relatar uma série de peripécias e curiosidades. Como tudo isso já está publicado noutra obra, neste capítulo vamos ficando por aqui.

Rafaella
http://www.rafaellacoelho.org | rafaella.coelho@uni-yoga.org.br | 189.4.234.42

Oi Mestre!
Você já assistiu o The Meatrix? Este vídeo é uma paródia dos filmes “The Matrix” que destaca os problemas da agricultura industrial.
http://www.youtube.com/watch?v=zhsy2-sWyk4&eurl=http://www.vivaqualidadedevida.org/search?q=meatrix
Beijos,
Rafinha

 

Vivi
http://www.vivianesantos.wordpress.com | viviane.santos@uni-yoga.org | 189.62.134.70

Mestre, me desculpe a demora para respondê-lo. Eu consigo entrar normalmente ao clicar no link que deixei e me parece que está correto, já que há um comentário da Regina Wiese dizendo que entrou no site e já preencheu o formulário. Tente mais uma vez:
http://www.vista-se.com.br/expedito
Este é o link para mais informações sobre o projeto de lei:
http://vista-se.com.br/site/primeiro-projeto-de-2009-amplia-direitos-do-consumidor
Se não conseguir, me avise novamente.
Beijos
Vivi

Lerivan Ribeiro
http://www.YogaKobrasol.com.br | lerivanfloripa@yahoo.com.br | 201.11.108.43

É muito bom ver todos participando do Blog.
E como mais uma contribuição, trago um vídeo muito legal sobre Vegetarianismo:
http://www.youtube.com/watch?v=nd71OvcCX2s&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=nd71OvcCX2s

Abraços!

Alessandra Fernandes
alessandra_mfm@hotmail.com | 189.120.24.170

Estou sempre aprendendo no seu blog, Mestre. Esse post me ensinou muito.

Ah, encontrei um link de uma notícia que não tem relação com o post, mas que pode ser interessante. A Manchete é “Efeitos globais do bife brasileiro”, e fala sobre como o gado de corte brasileiro é um dos mais impactantes mundialmente para o meio ambiente.

http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/efeitos_globais_do_bife_brasileiro.html

  Pedro Pereira
pedrokidd@gmail.com | 93.108.160.110

Oi, Mestre! Não sabia quais os melhores trâmites a seguir para poder deixar-lhe o link para um video que julgo que vai adorar. Devido ao tema em questão, procurei o arquivo de “amigos”, para melhor ilustrar a minha intenção.
É de uma beleza extrema, e julgo retratar na perfeição o que nos une a todos.

Espero sinceramente que goste!
Um enorme abraço

Lerivan Ribeiro
http://www.YogaKobrasol.com.br | lerivanfloripa@yahoo.com.br | 201.11.108.43

É muito bom ver todos participando do Blog.
E como mais uma contribuição, trago um vídeo muito legal sobre Vegetarianismo:
http://www.youtube.com/watch?v=nd71OvcCX2s&feature=related

Leandro Gomes
leandro.gomesp@hotmail.com | 189.62.26.51

Olá João Marcelo,
além da sunga, imagine o fato do atleta ser vegetariano…
O vegetariano Piero Venturato é duas vezes
campeão mundial de fisiculturismo, sete vezes campeão italiano e cinco vezes campeão europeu.
venturato2.jpg

 

Joao Marcelo
http://joaomarcelomarketingdireto.blogspot.com/ | joaomarcelorozario@hotmail.com | 200.169.132.165

Oi Fernanda! Olha o Bill Pearl, vegetariano, com 56 anos…

Bill_stand_pose.jpg

 

Thiago Madruga

Oi Mestre,

Não sei como postar aqui, mas gostaria de compartilhar um vídeo com todos

O vídeo é de uma matéria do SBT Realidade sobre longevidade. A cidade de Loma Linda nos Estados Unidos ficou em segundo lugar no mundo com a maior expectativa de vida, perdendo apenas para a ilha de Okinawa, no Japão

O interessante é que a cidade é de adventistas do sétimo dia, ou seja, não comem carne, não bebem e não fumam

Segue o vídeo abaixo:

httpv://www.youtube.com/watch?v=1yv7goXOBVA

Abraços

Leia mais »

quinta-feira, 17 de maio de 2012 | Autor:

Quando surgiu o gênero Homo, de onde viria a desenvolver-se a espécie Homo sapiens, havia duas subespécies: Homo amābilis e Homo malīgnus. Essas subespécies eram tão semelhantes que até podiam cruzar e eventualmente o faziam, gerando uma descendência híbrida. Mas havia uma diferença entre elas. O Homo amābilis era um animal doce e querido, de sentimentos francos e comportamento dócil. Jamais agredia, nem para se defender. Repartia a comida (frutos, raízes, folhas, mel), dividia a caverna, compartilhava as ferramentas. Nunca esperava uma agressão ou traição por parte do Homo malīgnus. Este, por sua vez, era o oposto. Sempre tramando ardis para roubar a comida, as ferramentas, a moradia e tudo o que o Homo amābilis possuísse. Há quem diga que o relato bíblico de Abel e Caim, os primeiros homens sobre a Terra, referia-se àquelas duas subespécies.

Havia, na época, alguns poucos milhares de exemplares da espécie Homo no planeta e não se esperava que ela vingasse, pois era menos aparelhada para sobreviver que os outros animais. Não dispunha de presas, garras, chifres, veneno, velocidade, nada. Mas uma das subespécies parecia ter desenvolvido, como arma secreta, uma astúcia maligna. Com ela, engendrava ciladas para os animais, inclusive os da mesma espécie, a fim de levar vantagem, destruí-los e tomar tudo o que eles tinham.

Com o tempo, o Homo amābilis entrou em extinção por razões ainda não muito claras, enquanto o Homo malīgnus sobrepujou e sobreviveu. Dele, evoluiu o Homo sapiens. Por isso, temos tantas invejas, tanto ódio, tanto prazer em destruir, em falar mal. Por isso, existem crimes e guerras. Por isso, o ser humano destrói o meio ambiente, desmata as florestas, polui as águas. Por isso, ele tortura e mata sem sensibilidade tanto outros humanos quanto os animais e devora suas carnes.

O Homo malīgnus só não destruiu totalmente a vida no planeta porque alguns espécimes trazem os genes recessivos do Homo amābilis, adquiridos por ocasião dos cruzamentos acidentais entre as duas subespécies na aurora desse “pithecos” que se diz Homo. Um bom número dos que trazem os genes do Homo amābilis são hoje praticantes do Método DeRose e vegetarianos convictos. E é por isso que ainda há esperança para a humanidade e para o planeta.

Renata Andrade

Mestre li esta frase e achei legal para este post.

Um velho índio descreveu certa vez em seus conflitos internos: “Dentro de mim existem dois cachorros, um deles é cruel e mau, o outro e muito bom e dócil. Os dois estão sempre brigando…” Quando então lhe perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índio parou, refletiu e respondeu: “Aquele que eu alimentar”.

Beijão

Leia mais »

Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral https://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel https://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) https://www.facebook.com/alex.brasileiro https://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End https://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose