quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 | Autor:

Muito obrigado a todos aqueles que pararam o que estavam fazendo para me dedicar alguns diamantes de carinho aqui no blog.

Se eu não conseguir agradecer a cada um individualmente, agradeço aqui a todos com meu coração emocionado por tantas demonstrações de afeto.

Peço a você que se lembre da Ação Efetiva. Esse é o melhor presente. A sua Ação Efetiva! É preciso que o mundo nos ouça, que a opinião pública saiba quem somos nós e qual é a nossa proposta, que a Grande Imprensa dê espaço a você e a todos os nossos instrutores, praticantes, amigos e colaboradores para que possam espargir esta linda e construtiva maneira de ser.

Em homenagem aos que nos enviaram mensagens de feliz aniversário, vou publicar uma delas, que disse o que todos sentiram:

Mestre Mais Que Querido!!!!
Estava aqui esperando os primeiros minutos desse dia pra lá de especial!!!!
Que uma chuva de bênçãos iluminadas, coloridas e cheirosas cubra toda a sua existência, entretecendo a sua vida com as vidas daqueles que te querem bem para todo o sempre e para além do infinito!
Feliz Aniversário!!!!
Um beijo super colorido, como um raio de sol que anuncia o arco-íris banhado pelo frescor da chuva!!!!
Cris.

___________________

Lembre-se: Ação Efetiva é o melhor presente.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010 | Autor:
  

Emanuel maia ruivo

Olá Mestre,

Gostava de compartilhar este video, que me foi enviado por um aluno meu (obrigado Paulo) e mostra maravilhosamente o sentimento gregário. A diferênça entre competição e cooperação. Assim a meta tem mais força.

Aqui vai o link.

http://www.youtube.com/watch?v=lD35EXkAHW0

Um forte Abraço,

Manu
Porto

Emocionante, comovente. Essa é a nossa História. Foi exatamente assim que a Uni-Yôga começou e essa é a nossa filosofia até hoje. Há 40 anos éramos mais deficientes e descapacitados que os meninos do link. Mas todos juntos, apoiando-nos uns aos outros, chegamos ao que somos hoje. É importante não esquecermos nem perdermos esses valores. Obrigado, Manu, por compartilhar.

Leia mais »

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 | Autor:

Marisol veio de Porto Alegre, só para me preparar umas comidinhas, fazer massagens e cafunés. Fomos ao cinema ontem, vamos agora passear (Fée, Marisol, Mariana e eu) com a Jaya, na rua Oscar Freire. Veio no sábado pela manhã, e vai voltar hoje para POA para retomar seu trabalho na segunda-feira. Marisol é para todos nós um exemplo que nada é longe, nada é difícil, nada é complicado. E ainda conseguiu passagem a 99 reais o trecho!

Graças à Marisol e outros amigos, foi um fim-de-semana bem animado, no qual reforçamos nossos laços de amizade e que se tornou parte da nossa História.

Marisol é outra das filhas e filhos de instrutores da geração anterior. Filha da Rosa Espinosa, começou a assistir os meus cursos na PUC de Porto Alegre em 1982. Está comigo desde os 8 anos de idade. É uma filha a mais para mim.

Post scriptum – Vieram nos visitar:  Joris, Nina e Bem, Charles, Gisele Setti, Rosana, Flávio, Borges, Heloiza e Vianna, Chandra, Milton, Carla Mader, Juka, Pati Mezzommo, Vivi, Gabis, Flavinha, Ju Turoni, Beto Alves, Federico, Daniel Cambria, Mariana Rodrigues, Daniel Fersztand (da Argentina), Rod Lombardi, Eliane e Parvati, Andréa e Lucas Neis, Cherrine, Ju Varaschin, Michele, Pri Ramos, Thais, Carla Ferraz, Mauro, Georgina (estes últimos três, de Portugal) e Vivi Figueiredo.

Leia mais »

terça-feira, 1 de setembro de 2009 | Autor:

No post que estava sob este título, minha intenção era defender o senhor em questão. Esqueci-me de que algumas pessoas são muito melindráveis. Como não foi meu intuito aborrecer ninguém, optei por retirar o texto e se alguém se sentiu ofendido, peço que me desculpe.

Leia mais »

segunda-feira, 6 de julho de 2009 | Autor:

Fiquei sensibilizado com a solidariedade e o carinho demonstrado pelos amigos que acompanharam este pequeno inconveniente. Graças às suas mentalizações, já estou 99% recuperado e mais em forma pelo peso perdido!  De coração, muito obrigado.

Leia mais »

terça-feira, 2 de junho de 2009 | Autor:

Recebi um cartão muito meigo no final do Fest-Yôga. Reproduzo o texto:

“Mestre, entrego-lhe este cartão como retribuição pela minha alegria sincera que senti por ter tido a oportunidade de participar desta festa maravilhosa.

Até que enfim! Foram três anos de espera que valeram a pena, dos meus 15 anos até a maioridade.

[Explicação: não é permitido a menores de idade participar do Festival.]

Tomara que para você tenha sido tão bom quanto foi para mim.

Já disse e repito, o senhor é O Cara, Mestre.

Muitos beijos cheios de satisfação.

Camilla Monteiro – Unidade Alphaville.”

São manifestações assim que recompensam por todo o trabalho e por todas as decepções.

Leia mais »

terça-feira, 19 de maio de 2009 | Autor:

Eu estava me preparando para contar qual havia sido a decisão, ir de vez para a Europa ou permanecer no Brasil. Mas contar isso a você é difícil para mim. Então, estava demorando para dar a notícia. Imagine, viver longe dos meus amigos e visitar o país apenas duas vezes por ano para dar somente uns dois ou três cursos de cada vez, no lugar de dois cursos cada fim de semana pelo ano todo… Mas, em compensação, valorizaríamos mais cada curso, cada minuto em que pudéssemos estar próximos. É claro que nunca mais seríamos tão próximos, pois não daria tempo de estarmos tão juntos, assim, ao alcance da mão, o abraço apertado, os olhos nos olhos, o ósculo de amizade. Mas, por outro lado, quantas vezes você me abraça POR ANO? Não iríamos poder nos ver todas as semanas… mas a maioria tem compromissos e não pode mesmo vir uma vez por semana às minhas aulas. Não iríamos poder sair sempre para almoçar… mas nós não temos mesmo ido almoçar praticamente nunca. Na verdade, tenho ido mais vezes por ano e tenho dado mais cursos na Europa do que em Minas Gerais, Porto Alegre, Florianópolis, Salvador, Fortaleza, Brasília, Goiânia, Cuiabá, São José dos Campos, Rio Claro, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Rio Grande, Pelotas, Londrina, Blumenau, Joinville e tantas outras cidades do nosso país.

Com estes pensamentos, me emocionei e comecei a rememorar uma das nossas mais lindas características, o sentimento gregário. Fui lá no Tratado de Yôga e li o texto abaixo:

Sentimento gregário é a energia que nos mobiliza para participar de todos os cursos, eventos, reuniões, viagens e festas do SwáSthya Yôga, pois isso nos dá prazer. Sentimento gregário é o sentimento de gratidão que eclode no nosso peito pelo privilégio de estar juntos e participando de tudo ao lado de pessoas tão especiais. É o poder invisível que nos confere sucesso em tudo o que fizermos, graças ao apoio que os colegas nos ofertam com a maior boa vontade. Sentimento gregário é a satisfação incontida com a qual compartilhamos nossas descobertas e dicas para o aprimoramento técnico, pedagógico, filosófico, ético etc. Sentimento gregário é o que induz cada um de nós a perceber, bem no âmago da nossa alma, que fazer tudo isso, participar de tudo isso, não é uma obrigação, mas uma satisfação.”

……..

Nesse meio tempo, Priscila Ramos me deu uma ajudinha e escreveu dez motivos para ir e outros dez para ficar. Assim sendo, transcrevo os motivos citados pela Pri para eu ir viver em países nos quais o Método DeRose está sendo tão valorizado e crescendo muito.

10 Motivos para ficar na Europa

1. Boire du chocolat chaud et manger du pain au chocolat et des croissants parisiènnes

2. Faire des promenades les samedis dans la Saint-Germain

3. Portugal, Rome, Londres et Barcelona sont très proches

4. L’hospitalité portugaise

5. Librairies et cafés tout les places

6. La liberté individuelle de faire ce qui tu veux (je pense que c’est plus respecté en Europe)

7. La possibilité de connaître des different pays, cultures e personnes

8. La culinaire française et italien

9. La musique et les films françaises

10. C’est très très chic vivre lá-bas!”

Obrigado, Pri, por expor tão bem os motivos que poderiam me mover a dar um passo tão importante.

Bem, já escrevi demais. Tenho, a seguir, uma sucessão de reuniões. Depois continuo para lhe contar o desfecho.