sexta-feira, 1 de outubro de 2010 | Autor:

Oi Mestre.
Olha só que fachada mais bacana!
Beijão!

Cambria.

Clique na foto para ampliá-la.

Pois é, Cambria. É uma pintura do artista francês André Lhote, que expõe no Centre Pompidour, em Paris. A iniciativa faz parte de uma exposição do MASP denominada RevelARTE, que elegeu apenas 40 estabelecimentos da região da Av. Paulista para expor diversas obras de arte em suas fachadas. Tivemos a alegria de ser uma dessas poucas casas escolhidas, graças à indicação da Unidade Alto da Lapa.  Mais informações a respeito você encontra no link: http://derosealtodalapa.blogspot.com/

quarta-feira, 12 de maio de 2010 | Autor:

Hola Mestre!
Estoy en casa y, luego de un fin de semana como el que pasé, con tu presencia y todo lo que genera en nosotros, es bastante lógico que no pueda dormirme…

Por eso escribo desde Argentina para contarle a todo el mundo que el día sábado, luego del curso que DeRose dió en la Facultad de Ciencias Económicas de la Ciudad de Buenos Aires, el Grupo de coreografías presentó sus 2 obras “Padma” y “Shakti” en un hermoso teatro de palermo, con capacidad para 400 personas!!

El espectáculo fue excelente: todos los miembros del grupo lucían “firmes, estéticos y confortables”. Eso hizo que yo, personalmente, con todos mis amigos y colegas en el escenario, y luego de haberlos visto entrenar y preparar la función durante mucho tiempo, no pudiera distraerme en qué cosas salían bien o no. Simplemente disfruté, junto con muchos más espectadores, de una obra de arte conmovedora, única y tan emocionante, que durante todo el tiempo que duró no tuve un sólo pensamiento. Todo fue encantamiento, con una gran sonrisa y unas cuantas lágrimas.

La música en vivo y algunas imágenes del espectáculo todavía recorren la memoria de mis sentidos. Son los culpables de no poder conciliar el sueño. La felicidad de todos mis queridos amigos saludando sobre el escenario en el cierre del show con total satisfacción, es también mi felicidad.

Felicitaciones a la instructora Adriana Bruer, directora del Grupo, y a todos sus integrantes por transmitir esta, Nuestra Cultura, de la forma más elevada: cautivando.

Los integrantes del Grupo de coreografías del Método DeRose son:
Prof. Yael Barcesat
Instr. John Chisenhall
Instr. Lucía Lopez
Instr. Mariela Dossena
Instr. Martín Pereira
Instr. Celeste Saráchaga
Instr. Mariano Teijido
Instr. Valeria Stepa
Denise Nenezian
Diego Murmis
Lucio Martinez

Música: Horacio Gómez

Muchas gracias a todos ellos por generar un momento que quedará siempre en mi corazón y, seguramente, en el de todos los que asistieron al espectáculo.

Brian Hermida Stubbe
Instr. del Método DeRose
en la Sede Decana

terça-feira, 11 de agosto de 2009 | Autor:

Daniel Cambría

Vaquinha

Vaquinha

Foto tirada em uma exposição… aff Abraços.

[A foto não está lá muito clara, mas isso é uma vaca pendurada pelo pescoço, com a língua para fora, a barriga aberta e as vísceras espalhadas pelo chão. É uma “obra de arte” cometida por Damien Hirst, em exposição no primeiro mundo.]

Leia mais »

segunda-feira, 30 de março de 2009 | Autor:

O artista Marcelo Bortolotti teve a gentileza de fazer uma escultura que ele denominou DeRose Shankar.  A justificativa não era colocar DeRose na estatura de Shankar e sim propor a geração de um arquétipo de evolução do primeiro para que em algum momento, quem sabe, em alguma existência, chegue próximo à identificação com o segundo.

 

Como vários instrutores e alunos consultaram-no a respeito, Bortolotti comunica que aceita encomendas de reproduções da escultura em tamanho pequeno, em materiais diferenciados, desde bronze até resina, para que se ajuste ao valor que cada um dispuser.

Leia mais »

sábado, 24 de janeiro de 2009 | Autor:

Algumas pessoas me perguntam como é que tenho tempo de escrever tantos livros, revisar os livros de vários colegas (alguns estou re-re-revisando há oito anos!), redigir seus prefácios, escrever tantas cartas pessoais enviadas por correio comum, tantos informativos a ponto de os instrutores receberem até dois, três, quatro por semana, preparar contratos e estatutos, participar das reuniões do Conselho, frequentar as reuniões do Rotary, as solenidades da Academia Brasileira de Arte, Cultura e História e outras entidades, entrar oito vezes por dia no blog, viajar tanto, dar cursos e ainda conseguir dormir de vez em quando.

Bem, escrever é uma cachaça. Eu acordo, coloco o grilhão no meu tornozelo e prendo na mesa de trabalho e fico aqui dezesseis horas por dia. Por isso escritor e escravo começam com o mesmo radical em português. Na verdade, “escrever é preciso, viver não é preciso.” [Responda sem consultar o Google: a quem esta sentença está parafraseando? Acho que ninguém vai responder mesmo, pois a outra pergunta como esta que eu fiz num post do dia 21 ficou sem resposta.]

Se você quer vencer em seja lá o que for, esporte, arte, literatura, magistério, Yôga, artes marciais, ballet, piano, o que quer que seja, a dedicação tem que ser nesse nível.

Leia mais »

quarta-feira, 26 de novembro de 2008 | Autor:

Comemorando 40 anos de carreira no ano 2000, recebeu em 2001 e 2002 o reconhecimento do título de Mestre em Yôga (não-acadêmico) e Notório Saber em Yôga pela FATEA – Faculdades Integradas Teresa d’Ávila (SP), pela Universidade Lusófona, de Lisboa (Portugal), pela Universidade do Porto (Portugal), pela Universidade de Cruz Alta (RS), pela Universidade Estácio de Sá (MG), pelas Faculdades Integradas Coração de Jesus (SP), pela Câmara Municipal de Curitiba (PR).

Em 2001 recebeu da Sociedade Brasileira de Educação e Integração a Comenda da Ordem do Mérito de Educação e Integração.

Em 2003 recebeu outro título de Comendador, agora pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e História.

Em 2004 recebeu o grau de Cavaleiro, pela Ordem dos Nobres Cavaleiros de São Paulo, reconhecida pelo Comando do Regimento de Cavalaria Nove de Julho, da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

DeRose recebendo a Medalha da Paz, da ONU Brasil, em 2006.