quarta-feira, 9 de setembro de 2009 | Autor:

Não é exatamente um livro. Nem tem autor. É o presente de aniversário que os alunos e instrutores se propuseram a me dar no dia 18 de fevereiro, mas que só ficou pronto agora. Tiveram a ideia de reunir em um só lugar, em um só volume, uma quantidade de reportagens e entrevistas realizadas pela Imprensa escrita de vários países, fotografias inéditas de eventos e solenidades relevantes, fotos antigas (mas agora em cores), reprodução de diplomas e certificados e pouco texto, apenas explicativo. O exemplar tem o tamanho A-4 e é todo rodado em quatro cores, papel reciclado, impregnado com perfume. Foram rodados alguns exemplares com capa dura e outros em brochura. Está lindo!

Como foram feitos para presente de aniversário, a verba arrecadada pelos instrutores e alunos que tiveram essa boa iniciativa não foi suficiente para imprimir muitos exemplares. Dessa forma, acredito que a edição será esgotada ainda este mês.

Ao folhear o Histórico e Trajetória, tive a sensação de que ele vai ser muito importante em três frentes:

1 – Mantendo um exemplar na recepção das escolas e outro na sala de convivência dos alunos, para que candidatos e praticantes possam folheá-lo e tomar conhecimento da abrangência do reconhecimento internacional da nossa obra por parte de autoridades, instituições governamentais, filantrópicas, culturais, acadêmicas e outras. Os alunos adoram. Os candidatos passam a contar com mais esse diferencial ao pesar prós e contras no julgamento do nosso trabalho.

2 – Oferecendo um exemplar sempre que algum jornalista procurar a escola para realizar alguma reportagem ou entrevista, mandando entregar a ele o Histórico e Trajetória previamente, antes de agendar dia e hora para concedê-la.

3 – Enviando um exemplar para instituições de ensino, condomínios, academias, clubes e empresas junto com propostas de terceirização, convênios e planejamentos de cursos.

Dessa forma, estaremos esclarecendo de forma elegante quem somos nós, qual é a nossa proposta, de onde viemos, quais as nossas qualificações e realizações anteriores. Como as pessoas sempre gostam de esclarecimentos, esse material será muito bem-vindo. Lembre-se também de que os que declaram que não gostam de nós são quase sempre os que não nos conhecem, nunca leram nosso livro principal, Quando é Preciso Ser Forte, (do tipo “não li e não gostei“), nunca visitaram uma escola nossa e nunca conversaram comigo, pessoalmente. Daí a importância deste novo livro e da entrevista gravada em vídeo pelo jornalista António Mateus, que consta deste blog. Tenho a certeza de que os alunos e leitores saberão sugerir outras boas utilizações para o Histórico e Trajetória, bem como para o vídeo da entrevista.