segunda-feira, 13 de abril de 2009 | Autor:

Como o mundo dá voltas! Há pouco tempo pedíamos dinheiro emprestado ao Fundo Monetário Internacional. Hoje, oferecemos dinheiro ao FMI.

Quem pede dinheiro emprestado ao sistema bancário (seja o tomador uma pessoa física, jurídica ou uma nação), afunda-se na areia movediça do pagamento de juros. Um gerente de banco amigo meu, disse certa vez: “O banco é a aids das empresas.” Acrescento: e das pessoas e das nações”!

Durante décadas, não conseguíamos sair do círculo vicioso: tomávamos um empréstimo para quitar o outro. Em 2009 a situação se inverteu. Isso faz muito bem à nossa auto-estima. Esperemos que o Governo saiba o que está fazendo.