segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 | Autor:

Quando você for a um médico, ele fizer um diagnóstico muito rápido e tiver certeza absoluta, é melhor consultar outro. Eu poderia lhe contar 200 casos, mas vou mencionar um que ocorreu com a Fernanda Neis.

Ela não é chegada a ter alergias, mas um dia ficou com o vários vergões vermelhos e coçando. Foi a um alergista. Ele perguntou o que ela havia tomado de medicação no dia anterior.

– Tomei Buscopan.

– Você tem alergia a dipirona. Vai fazer um tratamento durante quarenta e cinco dias com cortisona.

Fernanda, embora impressionada com a certeza do médico, preferiu consultar um outro. Este lhe perguntou:

– Mas qual foi o Buscopan?

– Foi o Plus.

– Acontece que o Plus não contém dipirona.

E lhe indicou um teste para identificação de alergias. De fato, com o resultado do teste ela constatou que não tinha alergia alguma a dipirona. O primeiro médico errara feio. Nem precisou fazer o tratamento equivocado, caro e com efeitos colaterais indesejáveis. Tomou um anti-alérgico e ficou boa num instante.