terça-feira, 11 de outubro de 2011 | Autor:

Enviado pelo instrutor Fretta:

Percepção, paradigmas e a sorte…

É muito difícil prestar atenção em todas as informações ao nosso redor. Somos bombardeamos com informações o tempo todo, e só vemos, realmente, aquilo que de fato nos interessa.

A mente portanto realiza um processo de foco consciente em determinados aspectos de nossa realidade, mas pode também capturar inconscientemente muitas outras informações.

Infelizmente, muito de nosso sucesso em realizar atividades, desenvolver habilidades e memorizar fatos é realizado no nível consciente, que precisa de foco.

Preste atenção neste vídeo, e observe um grupo de homens e mulheres brincando com uma bola de basquete.

Agora continue a leitura e você ficará surpreendido com este explanação:

No livro A arte da inovação, de Ton Kelley, o autor diz que deveríamos agir todos os dias como se viéssemos de outro país, ou seja, ficarmos atentos ao que acontece ao nosso redor. No dia a dia, costumamos colocar uma espécie de venda nos olhos, e escolher sempre os mesmos caminhos, raramente parando para olhar em volta. Mas com um viajante em um país desconhecido, você vê o mundo com novos olhos, novos paradigmas e aumenta muito a intensidade de suas experiências. Antenado em tudo ao seu redor, você encontra coisas fascinantes a cada esquina.

Mesmo em nossas cidades devemos sempre olhar para as oportunidades ao nosso redor, e isso exige bastante esforço. Temos que nos reeducar, e mesmo assim perdemos informações que estão bem diante do seu nariz.

Se você assistiu o vídeo, poderá saber o número de vezes que o time de camisa branca passou a bola, mas não tem a menor ideia de que uma pessoa vestida de urso passou pela tela andando como se estivesse na lua.

Da próxima vez, que você for a um local bastante conhecido por você, como um shopping do seu bairro, observe os detalhes que normalmente são invisíveis nas lojas ou cafés, percebe os aromas, as texturas das paredes, as cores do ambiente, as maneira como os vendedores abordam seus clientes, você vai ficar impressionado com a quantidade de informação que pode absorver.

Que tal, fazer isto, observar mais os detalhes ao seu redor para melhorar a decoração da sua Unidade, ou da sua casa?Desenvolvendo várias percepções olfativas, sonoras e visuais, para que as pessoas tenham experiência indescritíveis junto à você.

Oi ainda, estando mais apto as oportunidades que estão estão o tempo todos nos rodeando.

Tina Seelig, em seu livro: Se eu soubesse aos 20…. tem um conceito para sorte que eu concordei plenamente: o que ela chama de sorte é o fato de que, se as pessoas estiveram mais ligadas nas situações cotidianas, podem tirar vantagem das oportunidades do acaso. Em vez de se guiarem por uma linha reta, prestam atenção no que acontece ao seu redor, tirando maior proveito das circunstâncias.

Segundo a autora, pessoas de sorte são também as mais flexíveis e abertas a novas possibilidades e sempre se dispõe a fazer coisas novas.

Pessoas de sorte também custumam ser otimistas e esperar sempre o melhor de tudo, o que faz com que a profecia se torne autorrealizável, porque, mesmo quando as coisas não acontecem como esperado, pessoas com sorte encontram alguma maneira de extrair algo de positivo daquilo, mesmo nas piores situações.

Resumindo, ser observador, amigável, otimista e ter a mente aberta atrai a sorte.

Para mim, nada melhor do que o esforço, para atrair a sorte, quanto mais eu me esforço, mais eu tenho sorte…

Ou ainda, uma das minhas frases favoritas: “Sorte é o acontece quando a competência encontra a oportunidade”. Não sei o autor, você lembra?

Beijos do Fretta