quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009 | Autor:

Não só o nosso hino foi feito em Portugal (pelo Zé Paulo), como também a nossa bandeira. Também foi lá que tivemos a nossa primeira e única medalha comemorativa. E também foi em Portugal que se elaborou a estola acadêmica, chiquérrima, para usar sobre o traje de noite em solenidades de gala. Parabéns, portanto, à nossa Terra-Mãe e ao Luís Lopes que, tirando o hino, foi quem realizou todas as outras iniciativas citadas.

Vamos pedir ao querido Luís Lopes que coloque aqui no post a nossa bandeira, a fim de que todos a conheçamos. O Miguel de Castro, da Uni-Yôga, fez a melhor aplicação de cores no nosso brasão. Luís aplicou essa versão do brasão da Uni-Yôga em cores, do Miguel, no ponto de honra da bandeira. Ficou lindíssimo. Nós merecemos ver o resultado do trabalho desses dois artistas.