sexta-feira, 17 de junho de 2011 | Autor:

Bom dia, Mestre!

Hoje pela manhã fiquei emocionada quando recebi um e-mail que contava esta história:

Num zoológico na Califórnia a mãe tigresa depois de se recuperar do parto, começou a piorar seu estado de saúde, mesmo que fisicamente ela estivesse bem. Os veterinários sentiram que a perda da cria causou uma profunda depressão na tigresa.
Os médicos decidiram que se a tigresa adotasse a cria de uma outra mãe, talvez melhoraria.
Após checar com vários zoológicos pelo país, tiveram a triste notícia de que não havia nenhuma cria de órfãos tigrinhos na mesma idade para levar para a mãe tigresa.
Os veterinários então decidiram tentar algo que nunca teria sido tentado antes em um zoológico: as vezes a mãe de uma espécie cuida dos filhotes de uma diferente espécie.
Os únicos órfãos que puderam ser encontrados rapidamente foram as crias de uma porquinha. Os funcionários do zoológico e os veterinários “revestiram” os porquinhos numa imitação de pele de tigre e os colocaram perto da mãe tigresa.

“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele ou por sua origem, ou sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender. E se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar, pois o amor chega mais naturalmente ao coração humano do que o seu oposto.” (Mandela)

Um beijo e uma feliz segunda-feira!

Lu

Unidade Centro Cívico – Curitiba – PR
http://www.derosecentrocivico.org

Clique na imagem para ampliá-la.