sexta-feira, 16 de abril de 2010 | Autor:

Olá Mestre,

Um assunto que talvez mereça nossa atenção e apoio.

Nós temos pouco tempo para convencê-los de passar esta legislação ousada que irá mudar a política brasileira para sempre!

A Lei Ficha Limpa irá remover das eleições candidatos que cometeram crimes sérios como desvio de verba pública, corrupção, assassinato e tráfico de drogas. Vamos pressionar nossos deputados conseguindo 2 milhões de assinaturas para mostrar que se eles não votarem pela “Ficha Limpa” não votaremos neles! Assine abaixo e depois divulgue para todo mundo:

http://www.avaaz.org/po/salve_ficha_limpa/97.php?cl_tta_sign=64c7379bf4b54053e67d13e25ed316bc

Alex M. Souza

______________

Não sei se você sabe, Alex, que sou Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil. A O.P.B. tem, entre suas atribuições, a de preparar futuros parlamentares, dar cursos de ética e outras matérias importantes a candidatos; e ainda detém uma forte influência no comportamento de parlamentares, premiando políticos e outras pessoas proeminentes da nossa sociedade pelas suas ações meritórias. Por isso, como Conselheiro da O.P.B., dou a maior importância a essa campanha. Espero que todos os nossos amigos se engajem e repliquem este post em todos os seus meios de comunicação. DeRose.

______________

Oi Mestre

Não sou a favor dessa lei tal como ela foi redigida. Talvez eu esteja desatualizado e os advogados que aparecem aqui no seu blog poderão me corrigir, mas segundo o que vinha sendo divulgado na imprensa, esse projeto de lei propõe que nenhum cidadão que estiver sendo processado na justiça poderá apresentar sua candidatura a qualquer cargo eletivo.
Acho que isso acabará por vulnerabilizar também os políticos honestos, uma vez que seus adversários poderão processá-los sob qualquer alegação e com isso inviabilizar suas candidaturas.
Tenho conhecidos próximos da vida política que nunca tiveram enriquecimento ilícito e que demonstram ter o mesmo nível patrimonial de sempre e sei através deles que as falsas denúncias são tão ou mais endêmicas do que a corrupção.
Agora, imagine isso numa cidadezinha do interior onde é muito mais fácil “influenciar” o judiciário local: qualquer um que não estiver dentro do “esquema” da região sofrerá um revés irreversível na sua tentativa de ingressar na vida política.

Todos sabemos que denunciar é fácil e que provar a inocência é difícil.

Um abraço

César – Unidade Saquarema – RJ