sexta-feira, 1 de Março de 2013 | Autor:

Querido DeRose,

Em nome da equipe da Unidade Santos e dos desabrigados de Cubatão, agradeço pela divulgação desta ação através de seu blog. Sei que trata-se de um veîculo de comunicação visitado por pessoas do mundo todo e acredito que conseguiremos uma quantidade ainda maior de doações.

Aproveitando para atualizar a situação das mais de MIL E QUATROCENTAS FAMÍLIAS DESABRIGADAS, os donativos de roupas, alimentos, cobertores e colchões já são suficiente. No momento, estamos precisando de itens de higiene pessoal tais como sabonetes, escovas e pastas de dente, absorventes íntimos e etcaetra. Fraldas descartáveis também são desejáveis.

Desnecessário explicitar que esta ação não tem a intenção de buscar qualquer tipo de reconhecimento, trata-se apenas de fazer aquilo que deve ser feito – nada diferente daquilo que Nossa Cultura promulga.

Mais uma vez obrigado. SwáSthya!

——————–
Pedro Gabriel
yôgin – Unidade Santos

______________________________

Olá Mestre!!

Realmente, as chuvas que atingiram a região da Baixada Santista desde a última sexta-feira (22/02) deixaram muitos estragos não só em Cubatão, mas em todas as cidades.
As pessoas demoraram horas para chegar em suas casas, a viagem entre São Paulo e a região, nos dois sentidos, demorou, em alguns casos mais de 12 horas.
Todos estão comovidos com o “clima de solidariedade” e o mais importante agora, é dar apoio àqueles que perderam aquilo que levaram a vida toda para conseguir.
Agradecemos que, por forças alheias às nossas, foram poucas vítimas fatais, tendo em vista o tamanho do estrago e nesse momento, a defesa civil e as entidades que estão apoiando a região precisam, principalmente, de itens de higiene pessoal e, creio eu, comida para os anjinhos peludos!

Nesse momento, utilizemos de forma exemplar, assim como o querido Pedro Gabriel o fez, os nossos veículos de comunicação para uma boa causa!

Compartilhemos isso!!

Um grande carinho!

Thammy
Unidade Santos

 

 

sábado, 31 de Março de 2012 | Autor:

 A codificação das regras gerais de execução

Uma das mais notáveis contribuições históricas da nossa sistematização foi o advento das regras gerais, as quais não são encontradas em nenhum outro tipo de Yôga… a menos que venham a ser incorporadas a partir de agora, por influência do SwáSthya Yôga. Já temos testemunhado exemplos dessa tendência em aulas e textos de vários tipos de Yôga em diferentes países, após o contacto com o SwáSthya.

É fácil constatar que as regras e demais características do nosso mé­todo não eram conhecidas nem utilizadas anteriormente: basta consul­tar os livros das várias modalidades de Yôga publicados antes da codi­ficação do SwáSthya. Em nenhum deles, vai ser encontrada referência alguma às regras gerais de execução.

Leia mais »

quinta-feira, 22 de Março de 2012 | Autor:


Distintivo do yôgin

 

Um dia sonhei com meu Mestre ofertando-me um objeto carregado de força ancestral, algo que se materializara em meio a um torvelinho de luz dourada na palma da mão dele, bem diante dos meus olhos. Quando a névoa de luz se dissipou e pude ver melhor, era uma medalha muito bonita, com aparência bem antiga e gasta pelo tempo, detentora de uma magnificência e dignidade tão evidentes que saltavam aos olhos. No centro, pude reconhecer o ÔM, símbolo universal do Yôga, em sânscrito, escrito em alfabeto dêvanágarí.

Foi apenas um sonho, sem nenhuma pretensão a precognição. Mas um sonho nítido e forte, cuja lembrança permaneceu clara em minha memória por muito tempo. Leia mais »

quarta-feira, 21 de Março de 2012 | Autor:

Mantra

Vocalização de sons e ultrassons

 

Mantra pode-se traduzir como vocalização. Compõe-se do radical man (pensar) + a partícula tra (instrumento). É significativa tal construção semântica, já que o mantra é muito utilizado para se alcançar a “supressão da instabilidade da consciência” (chitta vritti nirôdhah), denominada meditação, a qual consiste na parada das ondas mentais.

Mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Porém, é fundamental que pertença a uma língua morta, na qual os significados e as pronúncias não sofram a erosão dos regionalismos, modismos e outras alterações constantes por causa da evolução da língua viva.

Leia mais »

domingo, 4 de dezembro de 2011 | Autor:

Querido Mestre,

Achei muito interessante esta palestra, de um pesquisador que tenta decifrar os símbolos da civilização do Vale do Indo:

http://www.ted.com/talks/rajesh_rao_computing_a_rosetta_stone_for_the_indus_script.html

Beijos,

Ana Flávia
Yôginí – Unidade Downtown

segunda-feira, 22 de agosto de 2011 | Autor:

Jaya mestrão,

Olha esse canal do youtube que encontrei com receitas deliciosas e de acordo com a alimentação recomendada por nossa cultura .

http://www.youtube.com/user/Manjulaskitchen#p/u/3/ibooNNQDl0c

Grande abraço,

Alex Souza
Yôgin – Método DeRose Pituba – Salvador – Bahia

 

Completando,

O site principal da Manjula : http://www.manjulaskitchen.com/

Abraços.

Alex

sábado, 18 de junho de 2011 | Autor:

Nos últimos tempos, principalmente em São Paulo, a maior parte das escolas está fervilhando sob um terremoto de consultorias, treinamentos, autossuperação e mudança de paradigmas. Em cinquenta anos de profissão eu nunca testemunhei tanta boa vontade, tanto empenho, tanta melhoria de qualidade e tanto crescimento quanto estou presenciando hoje em toda a rede.

A Sede Central é um epicentro no qual a aparente tranquilidade está na verdade sendo o eixo-motor de uma colossal transformação. Reuniões, debates, treinamentos, dinâmicas, consultorias, programas sucedem-se vertiginosamente. O resultado tem sido uma melhor qualidade de vida no ambiente de trabalho, um melhor clima de relações humanas e uma remuneração bem melhor a toda a equipe das unidades que nos acompanham nesta gloriosa transformação. Surgem outras entidades-satélite como o Office do Charles Maciel, a distribuidora de livros do Gustavo Oliveira, a agência de publicidade do Flávio Moreira, a agência de casting e produções artísticas da Thaís Lopes, a Editora Egrégora, a DeRose Cursos Livres, a Ordem do Mérito das Índias Orientais e uma porção de outras, todas autônomas e independentes.

Uma criativa fornada com dezenas de novos escritores promete uma enxurrada de excelentes livros sobre SwáSthya Yôga e sobre tópicos vinculados ao Método DeRose. Muitos colegas viajando para ministrar cursos no exterior. Novas escolas mais bem instaladas. Nova geração com um naipe forte de instrutores impecáveis. Novo logo e nova marca. Depois dessa, outra novíssima sem o ícone do yôgin.  Em todos os estados e países, as escolas se superando para conquistar a Certificação!


Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral https://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel https://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) https://www.facebook.com/alex.brasileiro https://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End https://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose