Hoje, aula ao vivo com DeRose
sexta-feira, 9 de novembro de 2012 | Autor:

Enviado por Debora Azevedo:

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. “Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la”.

Albert Einstein

quarta-feira, 28 de março de 2012 | Autor:

Hola Mestre, vengo a dejarte un abrazo muy grande y a compartir este video de Cesar Millan !!

Besotes !

http://www.cesarsway.com/newsandevents/cesarsblog/Cesar-Millan-It-Gets-Better

Pablo F.
Instructor; Sede Nùñez
Bs As. Argentina

quinta-feira, 6 de outubro de 2011 | Autor:

Escrito por Ricardo Martins Costa
Salvador-BA

 

“Axioma número 1: Não acredite”

Compreender que tangenciamos a realidade através dos nossos sentidos e que a interpretamos de acordo com nossos condicionamentos, desejos, medos, lembranças e esperanças, nos faz refletir acerca daquilo que podemos considerar como verdade.

N’outras palavras, muito do que para nós se apresenta como certeza insofismável é apenas o reflexo das nossas inclinações, anseios, receios e aspirações.

Conhecer melhor a si mesmo passa então por reconhecer e reconstruir os mecanismos que regem nossos próprios sistemas de crenças.

Se até mesmo a dogmática científica confronta-se com seus paradigmas, revisando-os periodicamente, utilize cada aparente certeza, cada suposta convicção, mesmo aquelas decorrentes das suas próprias experiências, como ferramenta de auto-estudo e de auto-superação.

Onde estão nossos limites?

“Não sabendo que era impossível,
ele foi lá e fez”.

Diante das infinitas possibilidades que nos são apresentadas a cada instante, quem pode nos dizer que algo é intrinsecamente impossível?

É certo que a vida em sociedade, o desejo de conviver em harmonia com nossos pares e com o ambiente que permeamos nos faz estabelecer normas e assimilar limitações.

No entanto, quantos desses limites são verdadeiramente necessários? Quantos decorrem da observação de leis naturais de causa e efeito e quantos são simplesmente auto-impostos pelos antolhos que espremem nossa inteligência?

Permita-se mais: expanda seus horizontes, faça suas escolhas, ultrapasse seus próprios limites e os do senso comum! Na clareza instigante da linguagem publicitária: Impossible, is nothing*.

Artista de si-mesmo

Se é inegável que os nossos sentidos são capazes de captar apenas parte do que acontece “do lado de fora” e que a interpretação desses acontecimentos é influenciada por filtros pré-existentes que assimilamos, registramos e alimentamos a cada percepção, reconheçamos a importância da nossas predisposições e o poder que temos ao compor nossa existência.

Por isso, a cada inspiração, a cada instante vivido, reconheça o artista de si-mesmo. Amplie a consciência nas suas escolhas, assimile o que lhe proporciona bem-estar, componha sua obra, expresse sua essência!

_____________________________
* Frase utilizada em campanha publicitária de uma conhecida marca de artigos esportivos.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011 | Autor:

Olá Mestre!

Gostaria de compartilhar um vídeio do qual eu gostei muito.
Espero que você também goste.

Um grande beijo!

Andressa Dalledone Waltrick
Graduada — Unidade Alto da XV

httpv://youtu.be/m-pgHlB8QdQ

 

 

 

sábado, 13 de agosto de 2011 | Autor:

Querido Dê!

Evito muito pedir ajuda, tanto a você quanto aos demais de nossa família, por entender que tudo aquilo que preciso é alcançável com esforço próprio. Hoje, porém, sinto que preciso muito pedir auxílio a todos.

Há tempos um casal de amigos meus passa por grandes dificuldades em seu lar. Sua filha, Isadora, tem câncer no cérebro. Depois que os médicos em Florianópolis perderam as esperanças, o casal conseguiu levá-la para São Paulo fazer tratamento no Sírio Libanês.

Isso, porém, é muito mais oneroso do que o orçamento deles permite, então começamos uma verdadeira maratona de solidariedade. Doações tem feito eles conseguirem manter a filha em São Paulo, fazer o tratamento etc. Mas torna-se cada vez mais difícil até mesmo quitar as despesas de hospedagem e alimentação.

Por isso, peço que divulgues aqui em seu blog.

Blog com informações e formas de ajudar:
http://forcaisadora.blogspot.com/

Página do Facebook atualizada diariamente:
https://www.facebook.com/groups/237551579608026/#!/groups/ajudeaisadora/

Muito obrigado, Dê, tudo que pudermos fazer para ajudar essa família fará uma grande diferença.

Caio Melo

__________________

Você fez muito bem em acionar a egrégora. O poder gregário existe para isso mesmo. Vou divulgar no blog, vou divulgar nas minhas aulas e vou fazer mentalizações em grupo pela Isadora. Conte comigo. DeRose.

quarta-feira, 27 de julho de 2011 | Autor:

Querido Mestre,

a frase “… e se tornar um autor da própria história” é mesmo de Fernando Pessoa.

Segue o texto integral caso queira colocar no blog, que se chama Palco da Vida, bem a propósito do tema da Webclass de hoje.

Um abraço forte,
Helder
Porto – Portugal

PALCO DA VIDA

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá à falência.

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade.

Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz… E, quando você errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

Pedras no caminho? Guardo todas… Um dia vou construir um castelo!

Fernando Pessoa

________________________

Olá Mestre,

Tem surgido muita polémica em relação à autoria deste texto. Deixo aqui um esclarecimento:

“O poema em questão não é de Fernando Pessoa, coisa que poderia ser garantida à primeira leitura (pelo tema, pela escrita, pela ortografia). No Brasil, tanto na web como em papel impresso, circulam vários «poemas apócrifos» assinados por Fernando Pessoa; muitas vezes, os seus autores pretendem garantir algum reconhecimento anónimo através da utilização do nome do poeta”, esclareceu Francisco José Viegas, escritor e director da Casa Fernando Pessoa, actual Secretário de Estado da Cultura.

E aproveito para partilhar um poema, este sim, de Pessoa.

“Fecho os olhos, medito
E, se invoco, revivo
Um momento meu ser é infinito
No inteiro eu entre mim e o que fui
Depois estagno, e o meu ser morto e esquivo
Rio fundo por mim flui.”

Fernando Pessoa

Beijinhos com poesia azul,

Susana Sousa
Aluna Espaço Lifestyle – Lisboa

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011 | Autor:

Os Estatutos do Homem – Ato Institucional Permanente (Thiago de Mello)

Artigo I
Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.

Artigo II
Fica decretado que todos os dias da semana,
inclusive as terças-feiras mais cinzentas,
têm direito a converter-se em manhãs de domingo.

Artigo III
Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV
Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.

Parágrafo único:
O homem, confiará no homem
como um menino confia em outro menino.

Artigo V
Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.

Artigo VI
Fica estabelecida, durante dez séculos,
a prática sonhada pelo profeta Isaías,
e o lobo e o cordeiro pastarão juntos
e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII
Por decreto irrevogável fica estabelecido
o reinado permanente da justiça e da claridade,
e a alegria será uma bandeira generosa
para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII
Fica decretado que a maior dor
sempre foi e será sempre
não poder dar-se amor a quem se ama
e saber que é a água
que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX
Fica permitido que o pão de cada dia
tenha no homem o sinal de seu suor.
Mas que sobretudo tenha
sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X
Fica permitido a qualquer pessoa,
qualquer hora da vida,
uso do traje branco.

Artigo XI
Fica decretado, por definição,
que o homem é um animal que ama
e que por isso é belo,
muito mais belo que a estrela da manhã.

Artigo XII
Decreta-se que nada será obrigado
nem proibido,
tudo será permitido,
inclusive brincar com os rinocerontes
e caminhar pelas tardes
com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único:
Só uma coisa fica proibida:
amar sem amor.

Artigo XIII
Fica decretado que o dinheiro
não poderá nunca mais comprar
o sol das manhãs vindouras.
Expulso do grande baú do medo,
o dinheiro se transformará em uma espada fraternal
para defender o direito de cantar
e a festa do dia que chegou.

Artigo Final.
Fica proibido o uso da palavra liberdade,
a qual será suprimida dos dicionários
e do pântano enganoso das bocas.
A partir deste instante
a liberdade será algo vivo e transparente
como um fogo ou um rio,
e a sua morada será sempre
o coração do homem.

(Santiago do Chile, abril de 1964 dedicado a Carlos Heitor Cony)

_____________

Eu adicionaria a este manifesto: “Fica decretado que humanos não mais se autodeclararão superiores aos outros animais, já que são iguais em sua capacidade de sofrimento, e nem senhores da Natureza, mas parte dela…” .
Um ótimo dia, um abraço forte e meu agradecimento sem fim!
Juliana (Unidade Granja Viana)

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 | Autor:

Oi, Mestre. Tudo bem?

Estou escrevendo porque talvez você consiga me ajudar de alguma forma. Meu pai descobriu há pouco tempo que está com câncer. Um exame realizado hoje detectou que ele apresenta células cancerígenas em várias partes do corpo, como testículo, pulmão, ilíaco e outras.

Meu pai tem 66 anos. Ele mora em Santos e o plano de saúde não cobre o atendimento nos melhores hospitais de São Paulo. Pagamos uma consulta e alguns exames no Albert Einstein, e o médico disse que ele tem chance de cura, desde que seja tratado no Hospital A. C. Camargo em São Paulo, também conhecido como Hospital do Câncer.

O próprio médico disse que fazer o tratamento sem a cobertura do convênio é absolutamente inviável. Portanto nossa esperança é conseguir uma das vagas destinadas ao SUS. Meu pai já fez a entrevista com a assistente social, mas está aguardando a resposta já há algum tempo.

Desculpe se estou pedindo algo difícil ou talvez impossível, mas realmente não sei a quem recorrer, ainda mais morando tão longe, aqui em Goiânia.

Um forte abraço,

Daniel Tonet
Unidade Bueno – Goiânia / GO

Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral http://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel http://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) http://www.facebook.com/alex.brasileiro http://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End http://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose