quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 | Autor:

Ação social, filantropia e apoio à Defesa Civil, são formas de manifestar nossa cidadania. Tudo isso é Método DeRose em ação efetiva. Veja o belo exemplo do Pedro Gabriel:

“Querido DeRose,

A prefeita de Cubatão Márcia Rosa decretou, às 11h30, estado de emergência na cidade, após forte chuva que atingiu a Baixada Santista na tarde de sexta e madrugada deste sábado. Levantamento da Prefeitura aponta pelo menos 155 desabrigados em toda cidade: 93 são adultos, 56 crianças e 6 adolescentes.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros continuam o trabalho principalmente nos bairros Água Fria, Pilões e Cota 200.

De acordo com informações da Defesa Civil, às 7 horas, o índice pluviométrico nos bairros Cota era de 198 mm, nas últimas 24 horas. A área urbana da Cidade somava, no mesmo horário, 272,2 mm (também nas últimas 24 horas).

Ainda de acordo com a Defesa Civil, foram registrados pelo menos 7 pontos de deslizamento na Cidade.

A Reportagem de A Tribuna esteve no bairro Água Fria e constatou que a situação dos moradores é desesperadora. Com a chuva mais fraca, os moradores tentam limpar a lama das casas, salvar roupas e outros objetos das casas. A água, em algumas residências, chegou no telhado. Algumas famílias perderam tudo.

———————————

A Unidade Santos, localizada na R. Dr. Acácio Nogueira, 16 – Boqueirão, Santos – São Paulo, 11045-330 (é uma casa alaranjada bem gritante, perto do canal 4) também será um ponto de coleta de mantimentos, roupas, agasalhos, cobertores, colchões, água, ou seja, de doações para ajudar as famílias de Cubatão que estão sofrendo com esta tragédia. Compatilhem este post, colaborem, peçam ajuda de amigos, parentes, mas de qualquer forma que puderem, ajudem. O telefone para contato com a escola é (13)3284-1020.”

 

quarta-feira, 29 de agosto de 2012 | Autor:

Conheço a PM de perto. Conheço os homens e mulheres que arriscam suas vidas todos os dias pela nossa segurança. São pessoas de boa índole e boa formação. São pessoas boas.

Se há alguém que poderia sentir ressentimentos pelos inconvenientes ocorridos na minha juventude, durante a ditadura, seria eu. No entanto, se algo de negativo ocorreu naquela época, aquilo acabou, passou. Os que estão aqui hoje estavam nascendo em 1964, 1970, 1980. Constituem uma nova geração, esforçada, honesta, que trabalha com boas intenções.

Quem está de fora, seja lá do que for, tende a julgar os outros depressa demais e a estereotipar. Creio que a população deveria conhecer melhor os seres humanos que fizeram opção pela carreira de policial militar, uma carreira de heróis, mal remunerada, com risco constante da própria vida. É impressionante a quantidade de ações que a PM promove em benefício da população, ações filantrópicas e de assistência social.

Lembremo-nos de que os Bombeiros de São Paulo, que nos salvam em acidentes e tragédias, são da Polícia Militar.

A PM Ambiental protege os animais silvestres e as nossas florestas. A Defesa Civil, que socorre a população em casos de inundações, desabamentos e outras calamidades, também é da PM.

Temos muito é que agradecer aos homens e mulheres que formam essa honrada corporação.

 

___________________

 

Olá Mestre, com relação a este tema, tenho um relato bem ilustrativo.

Em meados da década de oitenta, em uma das muitas vezes em que junto com minha família de sangue, cumpríamos o trajeto quinzenal de 500 km entre Campina da Lagoa e Curitiba. Como já era previsto, devido ao péssimo estado das rodovias, ficamos na estrada devido a um segundo pneu furado.

Com a Belina sempre cheia quase tocando no chão, devido a família enorme, estávamos sempre alertas para o evento fatídico, mas desta vez foi um pouco diferente, ao invés de um, foram dois pneus que se romperam.

Neste segundo, estávamos a pouco mais de 100 Km de Curitiba, mas mesmo assim, em lugar ermo, sem borracharia, nem rica alma para nos ajudar. Madrugada adentro, o mato e as estrelas como companhia, logo nos sentimos em posição bastante vulnerável ( irmãos menores, mãe cansada, carro, bagagens, lugar desconhecido ). O jeito era esperar alguém parar, mas nada acontecia e aquele momento em que o desespero começava a tomar conta.

Após alguns minutos eternos, finalmente parou um veículo, um opala antigo com 2 policiais militares. Ao invés de aplicar-nos alguma multa ou darem alguma informação ou apoio moral, compreenderam a problemática e tomaram a iniciativa de levar eu e meu pai até alguma borracharia aberta.

O carro de polícia andava a 160 Km por hora, e oque no início pra mim era apenas uma grande aventura, logo adquiria um status de heroísmo pois não imaginávamos que não havia posto nem borracharia por muitos quilômetros de distância.

O rádio do comando chamava sem parar, diversos casos para eles resolverem, uma tensão impressionante, mas de alguma forma nos sentíamos seguros e cada vez mais gratos.

Só encontramos uma borracharia aberta quase na região metropolitana de Curitiba, eles fizeram questão de permanecerem conosco durante o serviço e acredito que sem sua presença o mesmo não seria tão eficiente e talvez minha mãe e os outros irmãos amanheceriam na estrada.

Mesmo após o conserto e a insistência de meu pai para que chamassem um táxi que já estava tudo ótimo, optaram por nos retornar pessoalmente até o veículo na estrada.

Após quase duas horas de dedicação exclusiva, não pediram nada. Não havia palavra para agradecermos. Meu pai fez questão de anotar os seus nomes. Posteriormente mandou presentes e fez um boa recomendação de seu trabalho ao batalhão.

Fiquei com a lembrança daqueles profissionais durante dias, queria ser policial durante o resto da minha infância e ainda hoje 25 anos depois, fico comovido ao lembrar.

É claro que existem problemas pontuais, mas por estas e outras que desde cedo tenho plena convicção de que é a bravura, heroísmo e disposição que levam muitos brasileiros a esta profissão.

Vale lembrar que é muito importante dirigir a palavra chamando-os de policiais e não “guardas”.

Grato pela oportunidade e grande abraço,

Rafael Schoenfelder
Curitiba Pr

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 | Autor:

Agradeço aos amigos, alunos, instrutores e leitores do nosso blog que reagiram com Ritmo DeRose, tomando providências para apoio à Defesa Civil, conforme consta abaixo:

………………….

Mestre, seguimos com os esforços para reunir doativos. Vão aqui mais três dicas importantes:

– Tornem-se seguidores no Facebook de #minhaajudasuacasa. Conheço alguns integrantes do grupo, que já juntou mais de 200 toneladas de donativos no Parque das Patins, na Lagoa. Eles têm enviado constantemente atualizações sobre o que é mais importante doar. Os últimos pedidos incluem água, material de limpeza, kits de primeiros socorros e seus componentes (gaze, esparadrapo, bandagens etc.), descartáveis (copos, talheres, pratos).

– Para quem quer doar dinheiro: a Fundação Vale se comprometeu a doar R$2,00 para cada R$1,00 depositado na conta abaixo:
Banco do Brasil (001)
Titular: Fundação Vale
Agencia: 1755-8
Conta: 6484-6
CNPJ: 33.896.291/0001-05

– Rações para gatos e cachorros! Vejam a notícia no link, é de partir o coração. http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/01/18/canis-com-mais-de-700-cachorros-ilhados-sofrem-com-falta-de-comida-e-medicamento-em-nova-friburgo.jhtm

As Unidades do Rio continuam a receber as doações. E é essencial lembrar que as cidades continuarão a precisar de muita ajuda, mesmo depois de passado este período crítico e a grande atenção da mídia.

Beijos!

Bruno

____________________

Em apoio a iniciativa da Federação do Método DeROSE de São Paulo iniciamos a camapanha de arrecadação aqui na sede Pinheiros também.

Eis o comunicado que enviamos ao alunos:

Clique na imagem para ampliá-la.

____________________

Oi Mestrinho

Aqui no sul nos mobilizamos também e estamos recebendo doações em toda Porto Alegre.
Enviaremos a Cruz Vermelha, que se encarregará de enviar ao Rj.

Foi pela iniciativa da Federação de SP que tomamos a frente pela Federação do RS para ajudarmos também por aqui.

Quem for da cidade ou do Estado pode passar na Federação, sediada na Rua Ramiro Barcelo, 1800, Unidade Rio Branco e fazer sua doação.

Bjinhos
Che

____________________

Querido Mestre.

Nossa Escola está iniciando também uma mobilização junto à Federação para ajudar as vítimas da tragédia do Rio, e gostaria de disseminar essa campanha por toda a Rede.

Se cada Escola ajudar, seremos um exército em prol dessas pessoas tão necessitadas nesse momento terrível de perda de todos os bens materiais, mas principalmente de muitos familiares.

Envio abaixo o artigo escrito pela Instrutora Mila Bocchese, da Unidade Kobrasol, chamando a todos para mais esta ação efetiva.

Um forte abraço.

DeBona

—————–

Queridos amigos e colegas.

Não gostaríamos de estar enviando este e-mail logo no início de um novo ano, mas infelizmente a situação pede que nós, Instrutores e alunos do Método DeRose, descruzemos os braços e façamos algo para ajudar as vítimas da tragédia do Rio de Janeiro neste momento tão sofrido.

Não só por perdas materiais, mas principalmente pela quantidade imensa de parentes, amigos, conhecidos e vizinhos que todos perderam nesta tragédia que chegou de surpresa na escuridão da noite carioca.

Recentemente nosso Estado também foi assolado por um cataclismo similar e recebemos muita ajuda de todo o País. Agora é nossa vez de contribuir. Sozinhos não somos ninguém , mas juntos podemos ajudar muitas pessoas.

Leve até a Unidade do Método DeRose mais próxima alimentos não perecíveis, água potável, material de limpeza, higiene pessoal e roupas, para que possamos enviar para o Rio e ajudar nossos irmãos que passam por necessidades.

Vamos agir rápido, no Ritmo DeRose, para que essas pessoas voltem a sorrir o mais breve possível, apesar das perdas irreparáveis.

Se quiser algo que lhe faça mover-se mais rápido para ajudar, entre neste link:
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/fotos/2011/01/veja-fotos-dos-estragos-causados-pela-chuva-no-rj.html

Um grande beijo.

Intrª. Mila Bocchese
http://www.MetodoDeRoseKobrasol.org
veja-fotos-dos-estragos-causados-pela-chuva-no-rj.html

___________________

Olá querido!

Em meio a esse cenário de tristeza, estamos juntando as energias para colaborar… seja dando apoio a alguns alunos que tiveram suas casas na serra danificadas e conhecidos entre os desaparecidos, seja através da ação propriamente efetiva.

Dessa forma, já nos organizamos nas escolas para facilitar a entrega de donativos aos desabrigados.

Inclusive, nossa aula aberta na Lagoa Rodrigo de Freitas (havendo condições meterológicas para isso) neste domingo às 9h30, também será um ponto de arrecadação.

Segue cópia do e-mail enviado a todo da Federação do RJ.

Solidariedade com os desabrigados da Região Serrana do Rio

Vários orgãos governamentais estão recolhendo doações para ajudar as vítimas das chuvas na Região Serrana do Rio de Janeiro.
A intenção é arrecadar alimentos não-perecíveis, água, roupas, roupas de cama e banho, colchonetes para serem doados aos mais de 14.000 desabrigados.

Para facilitar isso as escolas do Método DeRose no Rio receberão esses donativos e entregarão no posto de coleta mais próximo. Basta passar em uma das nossas escolas para encaminhar a sua colaboração:

Copacabana – Av. Nossa Senhora de Copacabana, 583 / 306 2255-4243
Downtown – Av. das Américas, 500 Bl. 9, Cob. 311 – Barra da Tijuca – 2493-2585
Leblon – R. Dias Ferreira, 259 – Cob. – 2259-8243

Contamos com a sua ajuda!
Obrigado,
Equipe do Método DeRose no RJ
http://www.MetodoDeRoseRJ.com

Aproveito para agradecer as iniciativas que já estão acontecendo por parte das outras Federações e pedir a colaboração de todos nessa que já se configura, infelizmente, como a pior tragédia climática acontecida no nosso país.

Esse é um momento especial para exercemos nossa cidadania e solidariedade!

Beijinhos com todo carinho,
Aninha

__________________

Oi Mestrinho, encaminho aqui o site da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo que receberá donativos para as vítimas das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro e nos municípios paulistas também afetados pelas enchentes.

Como nossa egrégora segue seu exemplo em fazer acontecer e no ritmo DeRose, peço a gentileza da divulgação.

Obrigada e grande beijo

http://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/sis/lenoticia.php?id=997

__________________

Oi Mestrão,

S.O.S – Rio de Janeiro

Olá queridos amigos, estamos iníciando uma Campanha de auxilio ao desastre do estado do Rio de Janeiro.

A partir de hoje 15 de janeiro, estamos colocando a Federação de São Paulo do Método DeROSE como posto de arrecadação de alimentos não perecíveis, roupas e água potavel.

Um grande beijo.

Thiago Arruda
Alameda Jauaperi 1245 – Moema/SP

__________________

Locais que estão recebendo doações:
Cruz Vermelha – Praça da Cruz Vermelha, 10 – Centro do Rio.
Estão sendo arrecadados: água mineral, alimentos de pronto consumo (massas e sopas desidratadas, biscoitos, cereais), leite em pó, colchões, roupa de cama e banho e cobertores.

Prefeitura de Petrópolis – Igreja Wesleyana; Igreja de Santa Luzia; Sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania.

Os três postos arrecadam doações de água, colchões e materiais de limpeza e higiene pessoal.

Prefeitura de Teresópolis – Ginásio Pedrão – Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea.

Estão sendo arrecadados: alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal.

Uma conta corrente também recebe doações para ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Nome da conta: “SOS Teresópolis – donativos”.

Agência: 0741 (Banco do Brasil) – Conta: 110000-9.

Rodovia BR-040 – Concer – Praças de pedágio da BR-040 situadas em Duque de Caxias (km 104), Areal (km 45) e Simão Pereira (km 816), além da sede da empresa (km 110/JF, em Caxias).

A Concer pede que sejam doados, preferencialmente, água mineral, produtos de higiene pessoal e de limpeza, roupas de cama, mesa e banho, além de colchonetes. Nas praças de pedágio, as doações podem ser entregues nos postos do serviço de informação ao usuário da rodovia, que funcionam de segunda a segunda, 24 horas por dia.

Hemorio – Rua Frei Caneca, 8 – Centro do Rio – Das 7h às 18h.

O Hemorio pede que as pessoas doem sangue para as vítimas das chuvas. Os estoques estão quase zerados. Friburgo e Teresópolis solicitaram 300 bolsas, mas o Hemorio não tem como atender.

Pode doar sangue quem tiver entre 18 e 65 anos, mais de 50 quilos e estiver bem de saúde. Basta levar um documento oficial de identidade com foto.

Informações e agendamento pelo disque sangue 0800-282-0708.

Supermercados – Grupo Pão de Açúcar

Postos de coleta foram montados pela empresa em todas as suas 100 lojas das redes Pão de Açúcar, ABC Comprebem, Sendas, Extra e Assaí, em todo o estado Rio de Janeiro para que os clientes possam cooperar com doações de alimentos não perecíveis, roupas e cobertores. A ação acontece até o dia 26 de janeiro.

Polícia Rodoviária Federal – Ver postos abaixo.

Maior necessidade é por água, leite em pó, materiais de higiene e limpeza e colchões.

Postos da PRF que receberão doações:

BR-116: KM 133 (Doações 24 horas)
BR-101: KM 269 (Doações 24 horas)
BR-040: KM 109 (Doações das 8h às 17h)
BR-116: KM 227 (Doações das 8h às 17h)
Rodoviária Novo Rio – Avenida Francisco Bicalho, 1 – Santo Cristo.
A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos são recebidos no embarque inferior, das 9 às 17 horas.
Polícia Militar – Todos os batalhões da Polícia Militar do estado serão centros de recepção de doações.
Comandantes dos batalhões recomendam que sejam doados água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.

Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/01/veja-como-ajudar-vitimas-das-chuvas-na-regiao-serrana-do-rj.html

__________________

Neste momento , de intenso sofrimento das populações de diversas cidades brasileiras atingidas pelas enchentes , nós da Diretoria da SASDE convocamos, aos que puderem, trazer ou mandar trazer aqui para sede da SASDE seus donativos que serão encaminhados á CRUZ VERMELHA , Instituição que nós da SASDE já trabalhamos juntos este ano e estes donativos serão encaminhados Por ela aos necessitados
Desde já nossos agradecimentos pela ajuda aos nossos patrícios atingidos por toda esta calamidade .
Deus os abençoe pelo gesto humanitário.

Cel Edvard Cavalcanti Leite –em nome da Diretoria Executiva e dos Conselhos


Brasil! Acima de tudo!

Sociedade Amigos da 2ª Divisão de Exército
http://www.sasde.com.brsasde2@gmail.com
Tel: (11)3884-7782
Fax:(11) 3888-5381

__________________

É isso ai, se cada um ajudar pôde-se realizar e muito.

Só acrescentando uma informação, para quem quiser ajudar com um depósito na conta de auxílio aos vitimados, o digito verificador da agência do Banco do Brasil é: 2.

Fica Assim:
Agência:0741-2
Conta:110000-9
Nome:SOS TERESOPOLIS DONATIVOS

Abraços
Everton

__________________

Oi Pessoal, em Curitiba também estamos nos movimentando para ajudar.

Quem quiser poder trazer suas doações na Unidade Centro Cívico, que nos encarregaremos de repassar à Cruz Vermelha.

Mais informações no nosso blog: http://derosecentrocivico.org/blog/?p=5751

Abraços,

Ric Poli e Equipe.

__________________

O Grande Oriente de São Paulo estará aberto hoje dia 17/01 (2ªf) até 17h para receber doações aos desabrigado do Rio de Janeiro e Franco da Rocha. Rua São Joaquim, 457 – Liberdade – São Paulo/Capital

Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral https://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel https://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) https://www.facebook.com/alex.brasileiro https://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End https://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose