domingo, 15 de Janeiro de 2012 | Autor:

Bom dia Mestrão!

Veja que interessante, em tempos de branding, chega-me este vídeo que mostra a importância de sabermos como veicular bem a nossa mensagem ao nosso público certo.

A receita é simples: simplificar, especializar e focar. É incrível como tentamos complicar e desvirtuar uma mensagem que é clara e específica.

Espero que goste!!

Link do youtube:

http://youtu.be/xtEsSdP6sR8

Bisous!

Instr. Rômulo Justa
Unidade Dom Luís – Fortaleza/CE

Reply ]

___________________________

O mais chocante, Rômulo, é que eu já publiquei umas oito vezes aquele link semelhante a este que alude à criação de uma embalagem da Apple se ela fosse da Microsoft e, justo aqueles que mais precisam desse tranco, não viram nenhuma das oito publicações. Ou, pior ainda, se viram, não conseguiram assimilar e continuam me enviando projetos poluídos e sem respiros. Bem, vamos tentar de novo! Obrigado pela contribuição. Beijos.

sexta-feira, 3 de junho de 2011 | Autor:

Olá Mestrão,

Veja que matéria interessante sobre os cuidados da Apple para manter o valor e respeitabilidade da marca. Hoje ela é a marca mais valiosa do mundo, superando o Google.

http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5165154-EI12882,00-Apple+desencoraja+promocoes+com+iPads+e+iPhones+como+premio.html

Abração,

Sergio Ferreira
Unidade São José dos Campos – SP

________________________

Jaime também não sou fanboy da Apple, porém o trabalho de qualidade que ela vem desempenhando ao longo desses anos é admirável.

Logo abaixo segue o link de uma matéria que fala exatamente sobre esse trabalho e como se iniciou quando Jobs reinventou a Apple.
Tudo que o nosso Mestre nos ensina.

Grande abraço. :)
Instrutor Thiago Ferreira.

http://www.gizmodo.com.br/conteudo/revelados-os-segredos-da-apple-store/

quarta-feira, 26 de Maio de 2010 | Autor:

gustavo321

Querido Mestre,
Estamos em mais um servidor de vídeos, fiquei sabendo agora a pouco que os computadores da Apple tem dificuldades de abrir vídeos em formato de flash, portando vale a pena alertar o pessoal, também os vídeos foram testados no safari que não consegui abrir e no firefox que abriu com facilidade.
Fica aqui mais um link:
Gustavo
London
http://www.veoh.com/browse/videos/category/travel_and_culture/watch/v20124138dfgbRdhM

_________________
CaiOM
caiom2000@gmail.com

Grande gustavo,
Nao entendo o porque do post. Me parece que nao é problema da Apple e sim de quem fez o site. O fez com restrições para que quem entre de determinados países nao tenha acesso, pelo menos é o que parece na mensagem do site “Veoh is no longer available in BRAZIL. If you are not in BRAZIL or think you have received this message in error, please go to veoh.com and report the issue.”

A unica restrição da apple com relação ao tecnologia flash que ja esta bem atrasada é com relação ao iPhone e iPad, estes nao
abrem mais conteúdos com tecnologia flash! (ainda bem)
Com sempre a apple se adianta no futuro! como foi o caso da introdução do mouse, da interface gráfica, do CD. Nossa lembro como se fosse ontem, meus amigos zombando da minha cara que meu Mac nao tinha drive de disquete, só CD que conseguia gravar 640MB e nao 1.4MB.
Fique tranqüilo todos os sites ja estão usando HTML5 e deixando o flash que pouco evoluiu nos últimos anos de lado.

_______________

Miguel Duarte

O Flash é actualmente uma grande dor de cabeça para a Microsoft e Apple. As suas vulnerabilidades de segurança permitem ataques de hackers e actualmente a plataforma está a tornar-se obsoleta. Actualmente existe um estado de guerra entre a Apple e a Adobe. Penso que a Adobe tem medo da mudança. O futuro é o HTML5:
http://en.wikipedia.org/wiki/HTML5

Miguel Duarte.

_______________
Julie Maraschin

Olá! (Oi Dê! Saudade!)

Trabalho há algum tempo com Flash, o suficiente para discordar de algumas opiniões.

De todos os sistemas, o Flash é o que mais se mantém atualizado quanto a problemas de segurança. É por isso que sempre há atualizações de plugin. Ele não é mais vulnerável do que qualquer outro sistema.

É praticamente impossível que um programa desenvolvido em Flash, desde que bem programado, sofra ataques de hackers, como exemplo, jogos premiados. Em HTML ou JavaScript, é muito mais fácil alterar o resultado, já que todo o código é aberto.

Quanto à guerra entre Adobe e Apple, não é a respeito de segurança e sim, de política. O iPhone e o iPad não lêem Flash, acredito que seja porque a Adobe possui seu próprio sistema de desenvolvimento de aplicativos, o XCode. E para os desenvolvedores, o Flash é muito mais amigável.

A Adobe disponibilizou um versão de testes do Flash CS5, que poderia desenvolver aplicativos para iPhone e iPad e a Apple já vetou.

O maior problema do Flash hoje é a interface com o Google. Mas nada que a aplicação do SEO (Search Engine Optimization) não resolva.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas quanto à utilização do Flash.

Um beijão
Julie Maraschin

_______________

Oi Julie,

Gostei do seu comentário e ponderações. Mas vamos pensar juntos: O que acontece se o desenvolvedor/progamador Flash não conhecer bem as políticas de segurança necessárias para desenvolver softwares seguros?

E vou mais longe ainda. Nós da área de tecnologia da informação conhecemos a máxima: “Segurança é utopia”.

Se na área tecnológica isso não é evidente, então vamos obter um exemplo um pouco diferente.

Os castelos tinham a idéia que para ter segurança uma boa prática era a construção de muros para impedir a invasão e auxiliar o seus moradores frente a uma guerra.
Era uma ilusão. Existia sim uma filtragem contra a maioria dos pequenos invasores. Eles não conseguiam entrar. Mas e se houvessem centenas de milhares de invasores? Os muros seriam ignorados e a invasão aconteceria facilmente. Porém existiria outra camada de segurança, os riachos com crocodilos. Dependendo da perspicácia dos invasores esta barreira também seria quebrada.

E na tecnologia da informação usamos também esse conceito de muro. Nas redes recebe o nome de firewall. Na segurança de sistemas utilizamos uma forma de segurança em camadas. Cada camada bloqueia de formas diferenciadas as mesmas informações. Para quebrar a segurança é necessário destruir camada a camada.

E aí, já pensou quantos desenvolvedores/programadores Flash conhecem as implicações de segurança? Pensam em segurança em camadas? Produzem seu softwares desta forma?

Com certeza diversos. Mas com certeza também, muitos outros não. E é aí que a Microsoft/Apple e outras companhias tentam evitar a disseminação de uma tecnologia que está demasiadamente propensa a falhas de segurança.

À tecnologia e ao desenvolvimento de artefatos tecnológicos todos tem acesso. Infelizmente não existe na regulamentação de profissões tecnológicas nenhuma cláusula que impede qualquer pessoa de começar a desenvolver.

Infelizmente não tivemos ainda nenhum Mestre DeRose que defendesse seriamente os problemas que incorrem disso. (Obrigado Mestrão ;)

Imaginou se os instrutores do Método DeRose não fossem treinados para dar segurança aos seus pupilos?

O mesmo que acontece em software aconteceria conosco com uma diferença: em seres humanos.

Bom, eu peço, que ao meu comentário seja aplicado a máxima “Não acredite”. Posso ter falado algo que deturpa o conhecimento verdadeiro. :)

Saudações calorosas, com muito Bháva a todos!

Um beijo,

Lauro Valente
Curitiba – PR
http://www.DeRoseCentroCivico.org/

Leia mais »

quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010 | Autor:
sonia.monteiro

httpv://www.youtube.com/watch?v=FbKvqM08SIk
Por falar em Mac, achei esta publicidade antiga… Mas talvez justifique a razão pela qual me rendi a esta marca Apple…
Beijos grandes

Talvez justifique também a razão porque você se engajou com a Nossa Cultura.

Leia mais »

terça-feira, 21 de julho de 2009 | Autor:

David trabalha há vinte anos com a Apple e é diretor da empresa CAD Technology, que dá assistência e vende equipamentos MacIntosh. Esse devotado aluno da Unidade Borba Gato, veio ao meu escritório com mais um técnico e ambos ficaram ontem durante quatro horas queimando os neurônios. Não conseguimos solucionar o problema. Mas David não é homem de desistir. Foi para casa e não sei se dormiu à noite ou se ficou carburando. Hoje retornou à minha caverna com a solução! O Steve Jobs devia dar uma medalha ao David, esse heroi que reabilitou a imagem da Mac.

Agora, vamos ter novamente livros publicados pela nossa editora. Prepare-se que lá vem chumbo grosso: estamos com vários livrinhos pocket engatilhados (Zen noção, Síntese do SwáSthya Yôga, Código de Ética, Meditação, Yôga tem acento, A medalha com o ÔM e outros), bem como a nova edição do Tratado de Yôga, o livro Mensagens, o Yôga Sútra de Pátañjali e o DeRose, Histórico e Trajetória. Depois, assim que a editora estiver capitalizada, começaremos a publicar as segundas edições dos livros dos nossos instrutores que desejarem editá-los pelo selo editorial Egrégora.

Tudo isso, graças ao empenho e boa vontade do nosso estimado David Oliveira, que conseguiu solucionar um problema que ninguém resolveu. Quem desejar contratar seus serviços ou comprar um Mac, seu telefone é (11) 3849-8257 ramal 25, www.cadtec.com.br.

terça-feira, 30 de junho de 2009 | Autor:

Quando tenho que recorrer ao atendimento telefônico de cartões de crédito, companhias aéreas, empresas de telefonia e praticamente qualquer outra empresa, percebo o quanto a Uni-Yôga e as nossas escolas são eficientes. Várias daquelas empresas, por exemplo, pedem que você digite o seu CPF para que localizem a sua ficha. Você digita. Aí a gravação diz: “Obrigada. Já localizamos a sua ficha. Vamos transferir para uma das nossas atendentes.” Aí você espera, espera, espera e finalmente atende um ser humano (desculpe, mas foi difícil digitar isso). Então, ela pede o seu CPF! Você diz que já forneceu. Mas contra a estupidez humana não há argumento: “Sinto muito, senhor, mas não entrou no meu sistema. O senhor pode fornecer o seu CPF?” Ou você cede à chantagem ou não será atendido.

Recentemente adquiri um MacIntosh. Depois de ter trabalhado mais de vinte anos com PC, domino agradavelmente seus segredos. Mas no Mac sou iniciante. Eu e, pelo visto, todos os usuários de Mac que tentaram me ajudar. No PC eu faço todo o trabalho de digitação, diagramação, ilustração e paginação em Word e depois fecho o arquivo em PDF. Quando fui fazer isso com o Mac, ao passar do Word-para-Mac ao PDF saiu tudo errado, desde o tamanho das páginas, ao comando inexistente de sim-para-todas-as-sessões na operação para definir o tamanho das páginas, até à preservação das fontes quando o arquivo viesse a ser utilizado em outro computador que não possuísse as minhas fontes. Depois de consultar todos os micreiros das minhas relações, fui à loja da Mac onde havia comprado o equipamento para que algum técnico me auxiliasse. Afinal, todo o fã clube da Apple declara solenemente que a empresa orienta, esclarece, dá suporte e ajuda o usuário que confiou na marca e investiu seu dinheiro nesse produto.

Qual não foi a minha surpresa quando o técnico da loja do Shopping Iguatemi me disse que não poderia me orientar. Que, já que eu estava usando Word, isso seria com a Microsoft! Sim, e eu com isso? Estou usando Word-para-Mac e comprei o aparelho na Mac!!! Está bem. Sou daqueles clientes que não reclamam, mas que tem o poder de não comprar mais o produto e o de não aconselhá-lo aos amigos. E eu tenho muitos amigos – veja na coluna de fotos à direita.

Já que não havia outro jeito, fui consultar a Microsoft e, diga-se de passagem, fui muitíssimo bem atendido pelo Thiago Sobreira, do Suporte Técnico Microsoft. O técnico do suporte me telefonou várias vezes para acompanhar o caso e tentar ajudar e até me enviou um simpático e-mail. Mas, no fim, disse que o problema não era oriundo da Microsoft, pois o PDF agora pertencia à Adobe. Federico ficou de resolver isso para mim, mas não conseguiu.

Afinal, ou eu escrevo (que é a minha profissão) ou passo dias e semanas tentando fazer com que meu Ford T-4 ande sem o auxílio de um foguista (choffeur) e de um mecânico. Comparo os computadores aos Fords-de-bigode de 1910, umas máquinas primitivas, pois não é possível que você não possa simplesmente comprá-los, ligá-los e usá-los, como faria com um televisor ou com um automóvel. Estamos na pré-história da informática!

É por isso que não consegui editar mais nenhum livro. Estou com oito livros prontos, mas nenhum deles pode ser lançado.

Assista ao vídeo abaixo e veja se não é isso mesmo o que ocorre com você.

httpv://www.youtube.com/watch?v=jM7Ae6DVOfs

Juliano Paganini

http://www.youtube.com/watch?v=t53LYUamBZI

Encontrei no YouTube este bem humorado vídeo feito por um passageiro que teve seu violão estraviado pela companhia aérea e não conseguiu ser ressarcido.

De algum modo, a experiência dele não é de todo incomum… Mas a sua criatividade impressiona !

Abraços,

Juliano Paganini
(Curitiba-PR)

Meus agradecimentos ao colega David Oliveira, da CAD Technology

David trabalha há vinte anos com a Apple e é diretor da empresa CAD Technology, que dá assistência e vende equipamentos MacIntosh. Esse devotado aluno da Unidade Borba Gato, veio ao meu escritório com mais um técnico e ambos ficaram ontem durante quatro horas queimando os neurônios. Não conseguimos solucionar o problema. Mas David não é homem de desistir. Foi para casa e não sei se dormiu à noite ou se ficou carburando. Hoje retornou à minha caverna com a solução! O Steve Jobs devia dar uma medalha ao David, esse heroi que reabilitou a imagem da Mac.

Agora, vamos ter novamente livros publicados pela nossa editora. Prepare-se que lá vem chumbo grosso: estamos com vários livrinhos pocket engatilhados (Zen noção, Síntese do SwáSthya Yôga, Código de Ética, Meditação, Yôga tem acento, A medalha com o ÔM e outros), bem como a nova edição do Tratado de Yôga, o livro Mensagens, o Pensamentos, o Yôga Sútra de Pátañjali e o DeRose, Histórico e Trajetória. Depois, assim que a editora estiver capitalizada, começaremos a publicar as segundas edições dos livros dos nossos instrutores que desejarem editá-los pelo selo editorial Egrégora.

Tudo isso, graças ao empenho e boa vontade do nosso estimado David Oliveira, que conseguiu solucionar um problema que ninguém resolveu. Quem desejar contratar seus serviços ou comprar um Mac, seu telefone é (11) 3849-8257 ramal 25, www.cadtec.com.br.

Leia mais »

Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral https://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel https://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) https://www.facebook.com/alex.brasileiro https://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End https://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose