sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2013 | Autor:

Estudo revela que o vegetarianismo contribui para o bom humor

Por Rachel Siqueira  (da Redação)

A equipe de pesquisa da Universidade Estadual do Arizona (ASU) realizou um estudo para comparar o humor de vegetarianos com o humor de adultos saudáveis onívoros que consomem alimentos de origem animal. Um total de 143 adultos saudáveis, membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, residentes dos Estados de Arizona e Califórnia – 64 vegetarianos e 79 não vegetarianos – foram incluídos no estudo e completaram um questionário de histórico clínico, Questionário de Frequência Alimentar (QFA) e dois testes psicométricos: o “Depression Anxiety Stress Scale” (DASS) e o “Profile of Mood States” (POMS).

De acordo com esse estudo, publicado no site Natural Products Market Place, os vegetarianos apresentaram redução significativa do consumo médio de EPA, DHA e ácido ômega-6 araquidônico (AA) e maior consumo dos ácidos ômega-3 alfa-linolenico (ALA) e ômega-6 linoleico (LA). Além disso, vegetarianos relataram muito menos emoções negativas do que os onívoros, em ambos os testes psicométricos. A média de pontos totais psicométricos foi positivamente relacionada ao consumo médio de EPA, DHA e AA, e inversamente relacionada à ingestão de ALA e LA.

Pesquisadores obseravaram que estudos anteriores mostravam que o consumo elevado de LA e ALA pode inibir a formação de metabólitos de cadeia mais longa. Mais adiante, citaram um estudo recente que descobriu que o consumo elevado de ALA ajuda a reduzir a relação LA/ALA, que regulamenta a conversão de LA para o AA inflamatório.

A equipe de pesquisa observou uma grande limitação do estudo – a não medição de concentrações sanguíneas de ácidos graxos ou marcadores inflamatórios; porém, o uso do QFA é geralmente considerado eficaz ao avaliar a ingestão de ômega-3.

Pesquisadores acrescentaram que há também a possibilidade de que vegetarianos podem fazer melhores escolhas alimentares e geralmente ser mais saudáveis e felizes.

domingo, 11 de Março de 2012 | Autor:

Olá Mestre, tudo bem?

Estivemos juntos sexta feira, na noite de lançamento do livro Meditação, olhe a nossa foto como está linda! (foto1)

Preciso da sua ajuda. Fundei o Instituto de Pesquisa Save Xingu, é uma iniciativa privada para pesquisar e produzir material e produtos culturais relacionados ao Parque Indígena do Xingu. O projeto está no início, mas é muito bacana! Semana passada estive lá na Reserva e fui muito bem recebida. Todos estão animados e dispostos a colaborar, voltei muito feliz! (foto2)

Entretanto, essa sexta feira, dia 9 de março, ocorreu um grave incêndio na aldeia Mawutsini da etnia Kamayurá do alto Xingu. Cerca de 150 pessoas ficaram desabrigadas e perderam todos os seus pertences. (foto3)

Conseguimos um avião da FAB para levar donativos até a aldeia Kamayurá na segunda feira, dia 19. Já estamos entrando em contato com empresas para receber doações, mas acho que todos devem ter a chance de ajudar. Estamos procurando instruir e informar a população também, precisamos levar alimentos não perecíveis e material de construção para ajudar os Kamayurás a se reerguer!

Ainda precisamos de postos de coleta no Rio de Janeiro e São Paulo. Será que as escolas do Método poderiam ser essa base? Na segunda feira, dia 19, um caminhão passaria para levar o material arrecadado até o aeroporto.

Obrigada, grande beijo, Duda

Para conhecer mais sobre o Save Xingu

http://www.facebook.com/SaveXingu

http://www.savexingublog.blogspot.com

http://twitter.com/savexingu

http://youtube.com/savexingu

Maria Eduarda Souza

Método DeRose Leblon

sexta-feira, 25 de novembro de 2011 | Autor:

Mestre, falando em alimentação, hoje encontrei o vídeo que envio sobre o mau uso de agrotóxicos no Brasil. O texto é da jornalista Lúcia Freitas:

“Já há algum tempo existe a Campanha Agrotóxico Mata. Organizada por diversas entidades, a ideia é chamar a atenção da população para o mau uso de agrotóxico no Brasil.
A história chamou a atenção do cineasta Sílvio Tendler depois de uma conversa com Eduardo Galeano. O resultado é um filme de 50 minutos (abaixo) em que ele conta a história destes produtos no Brasil – o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.

Com narração de Amir Haddad, Dira Paes, Julia Lemmertz e Caco Ciocler, o documentário tem cerca de 50 minutos e denuncia as consequências negativas do uso dos venenos na produção de alimentos, tanto para a saúde dos trabalhadores que os aplicam quanto para os consumidores, e os malefícios econômicos, sociais e ambientais advindos desse modelo de agricultura. Como contraponto à ideia de que esses produtos são fundamentais para produzir, o filme também mostra exemplos de pequenos agricultores que produzem alimentos saudáveis e abundantes por meio da agroecologia.”

O veneno está na mesa:

Um abraço forte!

Lu

Unidade Centro Cívico — Curitiba — PR
http://www.derosecentrocivico.org

httpv://youtu.be/8RVAgD44AGg

sexta-feira, 15 de julho de 2011 | Autor:

Querido Mestre, como havia mencionado, envio ao blog 21 razões para não comer carnes, texto do Dr. Coleman, ele também tem um livreto muito interessante sobre a Medicina “moderna” e seus interesses escusos, este livreto se chama “Seu corpo sabe”, basta digitar desta forma, entre aspas no Google e você terá acesso a versão digital. Vale a pena ler este livreto, tem apenas 8 páginas mas nos ensina muita coisa.
Grande abraço.

Marcello Oliveira
Unidade Savassi

21 Motivos Para não comer carnes

Dr. Vernon Coleman

1- Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.

2- A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns. Só nos EUA, 500.000 (meio milhão) de animais são mortos a cada hora!

3- Há milhões de casos de envenenamento por comida relatados a cada ano. A vasta maioria é causada pela ingestão de carne.

4- A carne não contém absolutamente nada de proteínas, vitaminas ou minerais que o corpo humano não possa obter perfeitamente de um sistema não-carnívoro.

5- Os países africanos – onde milhões morrem de fome – exportam grãos para o primeiro mundo para engordar animais que vão parar na mesa de jantar das nações ricas.

6- “Carne” pode incluir rabo, cabeça, pés, reto e a coluna vertebral de um animal.

7- Uma salsicha pode conter pedaços de intestino. Como alguém pode estar certo que os intestinos estavam vazios quando utilizados? Você realmente quer comer o conteúdo do intestino de um porco?

8- Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 100 acres de terra produzem carne suficiente ara 20 pessoas, porém grãos suficientes para alimentar 240 pessoas!

9- Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas 1 dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos. Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte. Muitos são utilizados como fertilizantes ou como ração para alimentar outros animais.

10- Os animais que morrem para a sua mesa de jantar morrem solitários, em pânico e terror, em profunda depressão e em meio a grande dor. A matança é impiedosa e desumana.

11- É muito mais fácil ser e manter-se elegante quando se é não-carnívoro.

12- Metade das florestas tropicais do mundo foram destruídas para fazer pasto para criar gado para fazer hambúrguer. Cerca de 1000 espécies são extintas por ano devido à destruição das florestas tropicais.

13- A cada 6 segundos alguém morre de fome por que pessoas no Ocidente estão comendo carne (Quer dizer que no Oriente não conta? Na China, na Rússia, no Leste Europeu, no Japão, no Oriente Médio…  ) . Cerca de 60 milhões de pessoas morrem de fome por ano. Todas essas vidas poderiam ser salvas, porque estas pessoas poderiam estar comendo os grãos usados para alimentar animais de corte se só os norte-americanos comessem 10% a menos de carne.

14- As reservas de água fresca (erro de tradução: não é fresca, é água doce ou potável) do mundo estão sendo contaminadas pela criação de gado de corte. E os produtores de carne são os maiores poluidores das águas. Se a indústria de carne no EUA não fosse subsidiada em seu enorme consumo de água pelo governo, algumas (alguns!) gramas de hambúrguer custariam US$ 35.

15- Se você come carne, está consumindo hormônios que foram administrados aos animais. Ninguém sabe os efeitos que estes hormônios causam à saúde. Em alguns testes, um em cada 4 hambúrgueres contém hormônios de crescimento originalmente administrados ao gado.

16- As seguintes doenças são comuns em comedores de carne: anemias, apendicite, artrite, câncer de mama, câncer de cólon, câncer de próstata, prisão de ventre, diabetes, pedras na vesícula, gota, pressão alta, indigestão, obesidade, varizes. Vegetarianos há longo tempo visitam hospitais 22% menos que carnívoros e por pouco tempo. Vegetarianos têm 20% menos colesterol que carnívoros e isso reduz consideravelmente ataques cardíacos e câncer.

17- Alguns produtores usam calmantes para manter os animais calmos. Usam antibióticos para evitar ou combater infecções. Quando você come carne, está ingerindo estas drogas. Na América do Norte 55% de todos os antibióticos são dados a animais de corte, e a porcentagem de infecções por bactérias resistentes a penicilina avançou de 13% em 1960 para 91% em 1998.

18- Num período de vida um comedor de carne médio terá consumido 36 porcos, 36 ovelhas e 750 galinhas e perus. Você deseja tanta carnificina em sua consciência?

19- Os animais sofrem dor e medo como nós. Passam as últimas horas de sua vida trancados em um caminhão, encerrados com centenas de outros animais, igualmente apavorados, e depois são empurrados para um corredor da morte ensopado de sangue. Quem come carne sustenta o modo como os animais são tratados.

20- Animais com um ano de vida são freqüentemente muito mais racionais – e capazes de pensamento lógico do que bebês humanos de 6 semanas. Porcos e ovelhas são muito mais inteligentes do que criancinhas. Comer esses animais é um ato bárbaro.

21- Vegetarianos são mais aptos fisicamente do que comedores de carne. Muitos dos mais bem-sucedidos atletas do mundo são vegetarianos.

O homem implora a misericórdia de Deus, mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um deus. Os animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã e depositaram confiança nas mãos criminosas que os degolam. Ninguém purifica seu espírito com sangue. Na inocente cabeça do animal não é possível colocar o peso de um fio de cabelo das maldades e erros pelos quais cada um terá de responder.

______________________

Bom dia Mestre e amigos!

Estes são 21 dentre muitos outros motivos, alguns não muito educados de se dizer por causarem constrangimento as pessoas que comem carne – e a nossa intenção não é criar esse sentimento de culpa momentâneo, e sim de educar e conscientizar.
Essa semana apareceu no jornal o caso da égua que se desequilibrou da carroceria de uma caminhonete, caiu e foi arrastada por alguns metros. Segundo a notícia, os responsáveis serão penalizados respondendo pela submissão de um animal a maus-tratos, ferimento ou mutilação. (matéria de 14/07 na globo.com)
Eles podiam ter lembrado também que milhares de vacas, porcos, galinhas, carneiros, etc. são submetidos a essas barbaridades todos os dias.

Michele T. Souza
Unidade Londrina

segunda-feira, 4 de julho de 2011 | Autor:

Queridos Colegas,

Sou aluna do Metodo De Rose na cidade de Itu e gostaria de compartilhar com vocês a oportunidade maravilhosa e enriquecedora de partipar do Projeto Mucky.

O Projeto Mucky foi criado em 1985 para dar assistência aos primatas brasileiros provenientes do tráfico ou do abandono. Único do genero no Brasil, o Projeto Mucky socorre, recupera, mantém, pesquisa e busca procriação das espécies em extinção e tem o objetivo de reintegrar os primatas à natureza. Realiza ainda um trabalho de combate ao tráfico de animais silvestres por meio de palestras, eventos e programas de educação ambiental.

Dentre os primatas existentes no projeto, temos o sagui de tufo preto, bugios e ainda alguns cachorros e gatos que foram abandonados na porta do projeto. Apesar deste não ser o nosso foco, auxiliamos estes animais.

Atualmente, estamos em sérias dificuldades financeiras…

Os animais que chegam ao Projeto necessitam de cuidados especiais, pois como a grande maioria é proveniente de tráfico de animais silvestres, sofreu maus tratos.

Não temos ajuda do governo e com isso o nosso desespero aumenta….

O Projeto esta em pé pois conta com a ajuda dos padrinhos e madrinhas, que auxiliam com um valor mensal que é de no minimo R$30,00 (trinta reais) por mês.

Além disso, estamos necessitando de todo o tipo de ajuda:
– Alimentos (Cesta básica, frutas, legumes,etc)
– Material de Limpeza
– Medicamentos veterinários e materiais de enfermaria.
– Ração para os gatos e cachorros
– Roupinhas para os cachorros
– Ursinhos de pelúcia para os primatas
– Mantas e cobertores pequenos
– Roupas usadas para o bazar da pechincha.
– Material de escritório (canetas, sulfites, pastas, etc)
– Mão de obra voluntária para cuidar dos animais e para ajudar na cozinha e no escritório.

Os nossos animais são especiais, muitos tem uma alimentação regrada e tomam medicamentos de alto custo. Tudo isso, é para tentar manter a qualidade de vida deles.

Se você tiver interesse em nos ajudar entre em contato comigo por email: pri.amb@hotmail.com ou entre em contato diretamente com o Projeto Mucky.

Um abraço a todos e desde já, muito obrigada !

Priscila de C. Baptista Rugolo
Presidente do Projeto Mucky
(11) 4023-0143
GSM 3G (11) 7600-0813
GSM 3G (11) 7625-6693
http://www.projetomucky.com.br
Twitter: http://www.twitter.com/projetomucky
Flickr: http://www.flickr.com/photos/projetomucky
Facebook: http://www.facebook.com/projeto.mucky
YouTube: http://www.youtube.com/user/MuckyProjeto

domingo, 6 de Março de 2011 | Autor:

“Não é novidade que doenças descritas na literatura científica seguindo alimentação de cães e gatos baseados nos alimentos comerciais a base de carne incluem doenças de rim, fígado, coração, neurológicas, olhos, sistema locomotor e pele, desordens de sangramento, deformações de nascença, compromisso da imunodefesa e doenças infecciosas. Como um veterinário atuante, eu concordo que tais doenças degenerativas tão comuns como o câncer, falência de rim, fígado e coração e muitas outras são exacerbadas ou diretamente causadas pelos numerosos ingredientes perigosos das dietas comerciais a base de carne para cães e gatos.”

Knight defende esta perspectiva ao citar os estudos em:

http://www.vegepets.info/pages/meat_based_commercial_diets.htm#Appendix Studies

Veja o PETA (1994 em http://www.helpinganimals.com/pdfs/Dog_Health_Survey.pdf) para maiores informações nas questões de saúde entre uma dieta vegana contra a dieta não-vegana para cães.

____________________

Preciso acrescentar que não sou adepto da alimentação vegana e sim da ovo-lacto-vegetariana para mim e para minha weimaraner Jaya. Tem dado muito certo para nós dois, para dezenas de cães da Nossa Cultura, bem como para milhares de instrutores e alunos nossos. Todos são fortes, musculados, pessoas bonitas, profissionais de relevo e desportistas de alta performance. DeRose.

 

 

sábado, 29 de Janeiro de 2011 | Autor:

Você sabia que temos o nosso próprio projeto social?

No ano passado, Alessandra Roldan articulou uma parceria entre o Método DeRose e a Clínica Dr. Wagner Montenegro constituindo o Projeto Bela Ação, cujo objetivo é apoiar as pessoas e entidades que querem fazer algo de bom e de útil às comunidades carentes, alinhavando contatos, unindo forças. Foi do nosso Projeto a campanha de doação de medula óssea, que reuniu centenas de doadores no DeRose Festival de São Paulo, além de outras ações. No dia 13 de janeiro de 2011, reunimo-nos no Palácio do Governo Dr. Wagner Montenegro, Daniela, Marcelo Rosenbaum, Alessandra Roldan, Fernanda Neis e DeRose com a Primeira Dama do Estado de São Paulo, Dona Lu Alckmin, para trocar ideias sobre a primeira ação deste ano.

300 cobertores para os desabrigados das chuvas

Sob a batuta da colega Ana Gabi, nossa antiga praticante e por acaso sobrinha do former Governador Goldman, conseguimos doações que nos permitiram adquirir 300 cobertores novos para encaminhar aos desabrigados. Obrigado a quem ajudou e parabéns à Ana Gabi pela competente direção da campanha.

Mais de uma tonelada de alimentos, água, remédios e roupas

Só na cidade de São Paulo, nossas escolas arrecadaram doações dos alunos num total de mais de uma tonelada em poucos dias. Essas doações foram imediatamente (em Ritmo DeRose) encaminhadas à Defesa Civil que procedeu à devida distribuição pelos flagelados das enchentes do Rio de Janeiro. Outro tanto foi arrecadado pelas escolas do Rio, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Não tivemos ainda notícias dos resultado da campanha em Minas e noutros estados. Mas temos a certeza de que todos colaboraram.

No Dia do Yôga, traga uma lata de leite em pó

Vamos reunir mais de 500 praticantes para o sádhana comemorativo do Dia do Yôga. Solicitamos que cada participante traga pelo menos uma lata de leite em pó para doarmos a quem precisa. Divulgaremos a entidade oportunamente. Por favor, avise aos colegas, alunos e monitorados, por facebook e todos os demais meios de comunicação, para que ninguém diga que não sabia. Não é obrigatório, mas é meritório!

__________________

Em Portugal também:

Querido Mestre, aproveito para informar que foi criada no espaço Antas a Directoria de responsabilização social. Todas as acções em que seja possível haver a nossa intervenção e apoio vamos estar envolvidos. Para tal agradeço sugestões dos vários seguidores lusitanos, pois o nosso foco de actividade, para já, está localizado em Portugal.
Agradeço desde já a divulgação neste blogue, pois é sem dúvida alvo de visita e acompanhamento de muitas pessoas, também sensíveis à solidariedade.
Este mês estamos a apoiar a Bota Minuto, e deixo o link para quem quiser saber mais informações:
http://metododerose.org.pt/2011/02/responsabilidade-social-vamos-apoiar-a-bota-minuto/
Para mais contactos, esclarecimentos ou ajuda, contactem-me através de sonia.monteiro@metodoDeRose.org
Vamos todos juntos fazer este mundo, um mundo melhor para se viver!

Equipe de Desenvolvimento:

Daniel Cambría   |   Coordenação Geral https://www.facebook.com/danielcambria

Tiago Pimentel   |   Layout & Identidade Visual https://www.facebook.com/tiagopimentel https://www.flickr.com/designinabox

Alex William   |   Programação Visual (Front End) https://www.facebook.com/alex.brasileiro https://www.artinblog.com

Douglas Gonzalez   |   Programação Back End https://www.facebook.com/douglas.s.gonzalez

Visite o Office em facebook.com/officemetododerose