segunda-feira, 6 de junho de 2016 | Autor:

Nossa recomendação é sempre evitar o fanatismo. Mas onde fica a fronteira entre o fanatismo e a seriedade? Para dedicar-nos a alguma coisa com seriedade é preciso um coeficiente de determinação que os não-comprometidos com o mesmo ideal geralmente tacham de fanatismo. Só o bom senso de cada um poderá julgar. O importante é não chatear as pessoas com as nossas excentricidades. Aliás, quanto menos elas ficarem sabendo, melhor. Assim, você evita que o considerem um eco-chato.

Assista um vídeo que preparei sobre o assunto, ou ouça no podcast.

youtube.com/watch?v=BC746pKt4_k

Se gostou, curta e compartilhe com os seus amigos.